MPRJ, Polícia Civil e PRF fazem operação para desarticular maior quadrilha de roubo e clonagem de veículos do estado

Após os roubos, os veículos eram totalmente adulterados, passando a ter placa, número de chassi, numeração do motor e até documento em papel original para dar mais veracidade a fraude. Após a adulteração, os criminosos ofereciam os veículos por preços bem abaixo do mercado aos receptadores, inclusive para outros estados
Fotos: SF Notícias

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio do Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (GAECO/MPRJ), em parceria com a Polícia Civil e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) deflagrou a Operação Magnatas com o objetivo de prender integrantes da maior quadrilha de clonagem de veículos no estado. Na ação, quatro pessoas foram presas e três conduzidas para esclarecimentos, um carro clonado foi apreendido e um desmanche interditado. De acordo com as investigações a quadrilha tinha como base os morros do Turano e Paula Ramos, no Rio Comprido, zona Norte do Rio. Os integrantes possuíam funções específicas dentro da organização, como clonagem de veículos, venda, roubo, receptação, adulteração de sinal identificador de veículo automotor (clonagem), falsificação de documento, negociação ilegal de armas de fogo, entre outros. Os criminosos teriam praticado mais de 100 roubos de automóveis por ano num valor aproximado de R$ 5 milhões. (continua após a publicidade)

A apuração apontou que o esquema funcionava com parte do bando encomendando veículos aos responsáveis por praticarem roubos. Após os roubos, os veículos eram totalmente adulterados, passando a ostentar placa, número de chassi, numeração do motor e até documento em papel original para dar mais veracidade a fraude. Após a adulteração dos carros, os criminosos ofereciam os veículos por preços bem abaixo do mercado aos receptadores, inclusive para outros estados. Em alguns casos, o bando conseguia os compradores para um veículos específico que era encomendado aos roubadores e posteriormente clonado. Dentre os diversos veículos roubados e adulterados muitos eram considerados de luxo.

VEJA MAIS

VEJA MAIS