Mortes por descarga elétrica na região; concessionária alerta e dá dicas de segurança

Ano passado foram registrados acidentes na rede elétrica em Aperibé, Itaperuna e São Sebastião do Alto. Nesse ano, já foram três acidentes no estado, sendo que um homem morreu em Laje do Muriaé

A Enel Distribuição Rio, concessionária responsável pela distribuição de energia elétrica em 66 municípios do estado do Rio registrou 7 acidentes com a população na rede elétrica, envolvendo as atividades de construção civil e manutenção predial em 2020. O número representa 12% dos acidentes totais contabilizados pela concessionária no ano passado. Neste ano, a distribuidora já contabiliza três acidentes deste tipo até o momento.

“A maior parcela dos acidentes ocorreu em atividades informais de construção civil, nas quais as vítimas eram trabalhadores autônomos e não seguiram padrões técnicos adequados para a atividade. Como por exemplo, ausência de equipamentos de proteção individual na realização de tarefas, vestimenta inadequada e não respeitar o distanciamento de segurança entre a atividade e a rede energizada”, aponta a Responsável pela área de Saúde e Segurança da Enel Distribuição Rio, Priscilla Berbert.

Em 2020, no entanto, um ano atípico em diversos sentidos, o número de acidentes não ficou tão concentrado nos meses de janeiro, junho e dezembro, período de férias escolares e de recebimento do 13º salário. Com as pessoas em casa por mais tempo, muitas decidiram aproveitar o tempo para realizar obras. Os acidentes, que aconteciam mais em um período específico, se espalharam ao longo dos meses. Os dados mostram que o município de  Itaperuna registrou a maior quantidade de acidentes em 2020: ao todo foram 2. Outros municípios que registraram acidentes foram Aperibé, Magé, Niterói e São Sebastião do Alto.

10 Dicas de Segurança da Enel
Dependendo do nível de tensão da rede, em muitos casos, basta se aproximar da fiação elétrica para sofrer uma descarga elétrica, sem necessariamente tocar nos cabos. Na construção civil, esses acidentes são mais comuns porque, em algumas construções irregulares, os proprietários tentam se aproveitar ao máximo do espaço aéreo, fazendo avanços irregulares dos sobrados em direção à rede elétrica.

Sem um planejamento, essas construções podem ficar muito próximas dos cabos de rede. Nesses casos, os acidentes podem acontecer até mesmo ao ajustar ou consertar uma antena. Antes de construir, é necessário conhecer os riscos e obedecer aos padrões construtivos. Confira, abaixo, 10 dicas da distribuidora para evitar acidentes com o sistema elétrico:

1– Ao realizar obras, é necessário estar atento às instalações elétricas internas e externas. Para executar qualquer ajuste que envolva a fiação ou precise de equipamentos elétricos, é preciso contratar um profissional especializado, garantindo que o serviço será executado corretamente e que todos os cuidados serão tomados para evitar choques e curtos-circuitos.

2 – Em obras ou reformas externas, é muito comum que materiais e equipamentos, como escadas, vergalhões e canos metálicos, sejam transportados de um ponto a outro. A Enel Distribuição Rio recomenda que o transporte seja realizado com muito cuidado, já que a aproximação desses objetos à rede elétrica pode fazer com que fiquem energizados, causando descargas elétricas que podem resultar em graves acidentes, inclusive fatais.

3 – Instalar andaimes próximos da fiação para a execução de atividades também é muito perigoso para a segurança de quem está trabalhando.

4 – Realizar obras próximo ou embaixo da rede elétrica, sem respeitar o distanciamento técnico, é perigoso e pode provocar acidentes graves, assim como usar postes para escorar escadas e andaimes.

5 – Ao construir ou reformar lajes e telhados, mantenha uma distância segura da rede elétrica. Em caso de dúvidas, contate o responsável técnico da obra ou consulte as Normas Regulamentadoras NBR 15688, NBR 15688 e NBR 15688.

6 – Instalar antenas próximas à rede elétrica também aumenta o risco de acidentes. Para garantir a segurança de todos, deve-se colocar a antena o mais distante possível da fiação de energia e dos para-raios. Vale lembrar que, mesmo que o cabo da antena esteja encapado, ele não isola a energia.

7 – Pintores devem tomar muito cuidado com a rede elétrica quando forem pintar a fachada. O cabo extensor de pintura tem que ficar bem longe da rede para evitar choques.

8 – Avise à distribuidora sobre o trabalho em fachadas (pintura, instalação de painéis etc.), antes de iniciar a atividade. Pode ser necessário desligar a rede para a realização do trabalho.

9 – Se a antena cair na rede elétrica, não tente segurar ou recuperar. Acione a distribuidora de energia responsável imediatamente.

10 – Ao realizar qualquer obra, use sempre os equipamentos de proteção individual (EPI), como capacetes, óculos de proteção, luvas, cinturões de segurança e calçados apropriados.

Sobre a Enel Distribuição Rio
A Enel Distribuição Rio, subsidiária da multinacional italiana Enel, atende 66 municípios do estado do Rio de Janeiro, abrangendo 73% do território estadual, com cobertura de uma área de 32.188 km². A Região Metropolitana de Niterói e São Gonçalo e os municípios de Itaboraí e Magé representam a maior concentração do total de 2,7 milhões de clientes atendidos pela companhia. A estratégia de atuação da Enel é baseada no seu Plano de Sustentabilidade e nos compromissos assumidos com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 da ONU.

VEJA MAIS

VEJA MAIS