Mortes por afogamento: Coordenadoria Regional de Defesa Civil visita S.Fidélis para traçar ações de prevenção

No começo do mês, três pessoas morreram vítimas de afogamento na região da Cachoeira do Oriente

Representantes da Coordenadoria Regional de Defesa Civil do estado, a REDEC Noroeste estiveram em São Fidélis no último dia 15 para debater e traçar ações de mitigação e prevenção quanto a mortes por afogamento. A visita aconteceu após a tragédia da Cachoeira do Oriente, em que três pessoas morreram afogadas em um espaço de cinco dias.

Tem Instagram ❓❓ Siga o SF Notícias no Insta > @sfnoticias

O tenente-coronel Joelson Oliveira e o major Leandro estiveram reunidos com o Prefeito Amarildo Alcântara a Defesa Civil do município e a Secretaria de Segurança. Também foram debatidas ações na área de prevenção de desastres.

continua após a imagem

Cachoeira do Oriente
No começo do mês, três pessoas morreram afogadas na região da cachoeira. As mortes aconteceram em um mesmo local, onde se formou uma espécie de buraco ou fenda entre as pedras e, na superfície, um redemoinho que com a força da água, as vítimas foram puxadas para o fundo e não conseguiram sair.

No último dia 08 equipes da Defesa Civil, do Inea e da Secretaria de Segurança Pública interditaram o local para banho. Uma sinalização provisória foi feita em parceria com o voluntário Jocimar e o Guarda Parque Thiago, da Equipe do Aurênio do Inea. Em uma das pedras foi feita uma marcação rústica alertando ao risco de afogamento, sem uso de tintas para não haver contaminação das águas, se preocupando também com o Meio Ambiente.

Já no dia 11, equipes do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil instalaram placas no local com os dizeres “perigo, não ultrapasse esse ponto, risco de morte” e de “perigo, área não protegida por guarda-vidas”. Um geólogo também esteve na cachoeira para detectar quais medidas serão tomadas.

VEJA MAIS

VEJA MAIS