Morador de São Fidélis, que teve mais de 90% dos pulmões comprometidos, vence a Covid-19 e recebe alta

"Foi um milagre, os próprios médicos dizem" - disse a esposa de Danilo. Ele recebeu alta nesta sexta (08) após 21 dias de internação, a maioria na UTI
Fotos: Divulgação

Um milagre! É assim que está sendo considerado o caso do morador da Vila Operária, no distrito de Pureza, em São Fidélis, no Norte Fluminense. Danilo Pereira, de 31 anos, apresentou os primeiros sintomas do novo coronavírus no dia 14 de dezembro. Já no dia 19 daquele mês ele deu entrada no Centro de Combate ao Coronavírus, anexo ao Hospital Armando Vidal, com mais de 90% dos pulmões comprometidos. Danilo ficou em estado grave, internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas se recuperou, e nesta sexta-feira (08/01), após 21 dias de internação, recebeu alta. “Agradecemos a Deus, aos profissionais da saúde e principalmente ao Danilo que foi um guerreiro lutando pela vida” – publicou o Hospital Armando Vidal em seu perfil em uma rede social. Na saída da unidade, Danilo foi recepcionado com balões e aplaudido, celebrando a vitória contra a Covid.

Continua após o vídeo

Ao SF Notícias, a esposa de Danilo, Laudicéia, relatou que o marido está com a voz um pouco prejudicada, devido ao tempo que ficou entubado, e ressaltou que para a família e para a própria equipe médica, o caso é um milagre. “Foi um período difícil, mas com Deus a gente nunca está só. Foi um milagre, os próprios médicos dizem. Agradecemos a Deus primeiramente, aos médicos, enfermeiros, todos do Armando Vidal. Apesar de muitas pessoas criticarem, eu agradeço o hospital que a gente tem. Graças a Deus temos esse, porque sabemos que outros lugares muitas pessoas nem tem atendimento. Graças a Deus meu esposo teve o atendimento necessário para vencer esse vírus maldito. E venceu, com a ajuda de Deus, com os médicos que Deus capacitou, os enfermeiros que incansáveis ajudaram, tiveram o maior carinho” – disse. Ela também agradece aos amigos, parentes, a todos que oraram. “Foi muita oração. Muitos amigos orando, pedindo em oração. Quero agradecer aos meus amigos, parentes, colegas, conhecidos, até os que nem conhecia sei que oraram e intercederam pela vida dele” – afirmou.

VEJA MAIS

VEJA MAIS