Médico de 54 anos morre vítima da Covid-19 em Nova Friburgo

Ricardo Camargo era clínico geral e atuava desde 1996 no Hospital Municipal Raul Sertã; município contabiliza 04 mortes de profissionais da saúde diagnosticados com a doença
Foto: Secom Friburgo

O município de Nova Friburgo, na Região Serrana do Rio, perdeu nesta segunda-feira (19/10) mais um profissional da saúde. O médico clínico geral Ricardo Figueiredo Camargo tinha 54 anos e atuava desde 1996 no Hospital Municipal Raul Sertã. Ele estava internado há 21 dias em um hospital da rede privada e faleceu na manhã de hoje. Em nota, a Secretaria de Saúde do município destacou que o profissional deixa um grande legado pelo seu desempenho prestado à sociedade como clínico geral, internista na Emergência e depois como intensivista do CTI. “A Secretaria de Saúde e toda a equipe do Hospital Municipal Raul Sertã se solidariza com os familiares, desejando que Deus conforte o coração de todos neste momento de dor e pesar” – diz a nota. Em setembro foi registrada a morte de outro médico pela doença no município. Na ocasião, Ricardo chegou a compartilhar em uma rede social uma nota de pesar publicada pela Unimed Nova Friburgo sobre o falecimento de Luiz Fernando Silva Tamez. (continua após a publicidade)

Nas redes sociais, amigos, familiares e moradores lamentaram a morte do médico, que era muito querido. “Desde de criança ele sonhava e brincava com equipamentos médicos, pois era vocacionado a salvar vidas e com esse amor as vidas humanas acabou doando a sua própria vida, pois veio a falecer de Covid-19. Minhas sinceras homenagens, meus aplausos com louvor ao meu amigo de infância Dr. Ricardo Camargo Figueiredo, mais conhecido por nós amigos como Ricardão. Minhas sinceras condolências a sua família” – diz uma das publicações. Friburgo, que entrou para a “Bandeira Verde” nesta segunda passa a contabilizar quatro mortes de profissionais da saúde. Até a última sexta (16), o município contabilizava 3.564 casos confirmados de coronavírus, sendo que 1.603 já estavam recuperados.

VEJA MAIS

VEJA MAIS