Mapa lançado pela Defesa Civil mostra áreas mais suscetíveis a inundações no estado do Rio Na maioria dos municípios das regiões Norte, Noroeste e Serra do Rio a população é mais afetada por este tipo de evento em dezembro, janeiro e fevereiro

Na maioria dos municípios das regiões Norte, Noroeste e Serra do Rio a população é mais afetada por este tipo de evento em dezembro, janeiro e fevereiro

Imagem ilustrativa

A Defesa Civil do Estado do Rio de Janeiro mapeou as áreas com maior suscetibilidade a inundações em municípios fluminenses, com base em dados dos últimos 23 anos. Segundo o órgão, o estudo permite identificar possíveis ameaças e cenários críticos para cada mês do ano, de acordo com a sazonalidade, de modo a fundamentar a tomada de decisões técnicas. O trabalho, realizado pelo Centro de Estudos e Pesquisas em Defesa Civil (Cepedec) com apoio do Centro Estadual de Monitoramento e Alerta de Desastres Naturais (Cemaden-RJ), também faz uma estimativa da população afetada por este tipo de evento em cada época do ano, contribuindo para a gestão de desastres e favorecendo as ações de prevenção. O georreferenciamento das ocorrências se baseou na análise de decretos de Situação de Emergência disponibilizados no Sistema Integrado de Informações sobre Desastres, e no levantamento/cruzamento de fatores relevantes, como precipitação, declive, corpos hídricos, ocupação demográfica e alterações no uso e cobertura do solo. (continua após a imagem)

Segundo a Defesa Civil, a representação cartográfica considera três níveis de ameaça: baixa, média e alta. O período de novembro a março apresenta extensas áreas suscetíveis. Segundo um dos mapas divulgados (imagem acima), em grande parte das Regiões Norte, Noroeste e Serra do Rio, a população é mais afetada por esse tipo de ocorrência nos meses de dezembro, janeiro e fevereiro, no período da estação chuvosa. “As inundações são os desastres naturais de maior recorrência e danos no mundo. No Estado do Rio de Janeiro, são responsáveis por quase 70% das decretações de emergência. O objetivo deste trabalho é contribuir para uma gestão técnica com base em dados que favoreçam as ações de redução de riscos. As informações apresentadas contribuem para o planejamento e adoção de estratégias de prevenção e medidas de redução de riscos junto aos órgãos municipais de Defesa Civil, Ambiente, Planejamento Urbano e Obras – destacou o tenente-coronel Werner, diretor do Instituto Científico e Tecnológico de Defesa Civil (Ictdec).

Mais do SFn