Mais de 9 mil casos de Covid em 15 dias: Prefeitura de Itaperuna esclarece aumento abrupto de casos no município

Segundo a Prefeitura, a Secretaria de Saúde realizou uma força tarefa nas primeiras semanas de trabalho da nova gestão para que todos os casos notificados do município fossem divulgados corretamente
Foto: Reprodução/ Skycrapercity

O primeiro boletim epidemiológico de 2021 divulgado pela Prefeitura de Itaperuna, no Noroeste Fluminense, na última quinta (14), assustou os moradores. Os dados da pandemia de Covid-19 não eram atualizados desde o dia 30 de dezembro, quando o município contabilizava 6.765 casos. No boletim de quinta, esse total subiu para 16.314 (reveja AQUI). Nesta sexta (15) o prefeito Alfredão publicou uma nota da Prefeitura em seu perfil em uma rede social explicando o motivo da diferença nos números oficiais. Segundo a nota, o aumento abrupto dos números se deve à forma de contagem feita até o ano de 2020, que não levava em consideração todos os resultados de laboratórios particulares e prestadores de serviços do município, além de muitos que não tinham sido registrados no sistema da vigilância.

Ainda de acordo com a nota, a Secretaria de Saúde realizou uma força tarefa nas primeiras semanas de trabalho da gestão para que todos os casos notificados do município fossem divulgados corretamente. “O trabalho da Secretaria é mostrar à população a realidade da pandemia na cidade, que é maior do que se imagina, buscando notificações não realizadas e casos não contabilizados anteriormente. Foi constatado uma subnotificação de casos de março a dezembro de 2020, onde foram divulgados 6.765 casos positivos, o equivalente à média de 25 casos positivos diários” – diz trecho da nota. A pasta informou ainda que a partir de agora a Secretaria se une a todos os prestadores de serviço de saúde da rede pública, privada ou filantrópica, para que, juntos, notifiquem diretamente no e-SUS VE, que é a ferramenta de registro de notificação de casos suspeitos do novo coronavírus no prazo de 24 horas.

VEJA MAIS

VEJA MAIS