Mais de 50 pássaros são devolvidos à natureza na zona de amortecimento do Parque Estadual do Desengano

As aves foram apreendidas pela 3ª Unidade de Polícia Ambiental e encaminhadas para a Unidade de Conservação para avaliação e soltura
Fotos e vídeo: Lucas Crescencio Barros

Agentes do Parque Estadual do Desengano, Unidade de Conservação com 22.400 hectares de extensão entre os municípios de Santa Maria Madalena, São Fidélis e Campos, e outros 22.400 de Zona de Amortecimento ao seu redor, promoveram nesta terça-feira (10/11) a soltura de mais de 50 pássaros silvestres. De acordo com o gestor do Parque do Desengano, o geógrafo Carlos Dário, as aves são resultantes de três apreensões realizadas pela 3ª Unidade de Polícia Ambiental/UPAM. Elas foram encaminhadas ao parque e avaliadas por um médico veterinário. Os pássaros aptos a serem reintroduzidos em ambiente natural, voaram em direção a liberdade. Eles foram soltos na zona de amortecimento do Parque, em Santa Maria Madalena. (continua após a o vídeo)

Ainda segundo o gestor, ao todo, foram soltos 50 coleiros e três trinca-ferros. Ele reforça que o lugar de passarinhos sempre será na natureza. Vale ressaltar que no Norte e Noroeste Fluminense, além de parte da Região Serrana, a população pode denunciar crimes ambientais ao Linha Verde, através do telefone 0300 253 1177 (custo de ligação local) ou ainda pelo aplicativo “Disque Denúncia RJ”. O anonimato é garantido ao denunciante.

VEJA MAIS

VEJA MAIS