Macuco em luto: ex-vereador e servidor público morre diagnosticado com Covid-19

Mais conhecido como "Cecé Abreu", Sérgio também foi sócio e ex-jogador do Macuco Esporte Clube, onde foi bicampeão do Calcário. Ele estava internado em Cordeiro, onde foi vereador quando Macuco era distrito
Fotos: redes sociais

Moradores, amigos e familiares de Macuco estão consternados com a morte do ex-vereador, ex-servidor público e ex-jogador de futebol Sérgio Daflon Abreu, conhecido popularmente como Cecé Abreu. Segundo informações da Secretaria de Saúde de Macuco, ele havia sido diagnosticado com Covid-19 e era um dos casos positivos contabilizados no boletim do município. Sérgio estava internado no município de Cordeiro. Ele foi um dos grandes defensores da emancipação de Macuco e foi vereador de Cordeiro quando Macuco ainda era distrito do município vizinho. Sérgio também foi técnico de laboratório e secretário municipal. Foi um personagem importante nas manifestações folclóricas de Macuco, principalmente à frente da Escola de Samba Raça Macucana, tendo sido um dos fundadores e presidente. Nas redes sociais há várias mensagens de despedida. Em seu perfil oficial, a Prefeitura de Macuco informou que decretou luto oficial de dois dias. “Em virtude do falecimento de Sérgio Daflon Abreu, ex-vereador e ex-servidor municipal, está decretado Luto Oficial de 02 dias no Município de Macuco”, diz o comunicado da prefeitura.

A prefeitura também divulgou uma nota de solidariedade. “Com o profundo pesar que tomamos ciência do falecimento de Sérgio Daflon Abreu. A administração Pública Municipal, na pessoa do chefe do poder Executivo e em nome de seus funcionários e colaboradores, deseja neste momento, expressar toda solidariedade aos familiares e aqueles que com o servidor Sérgio conviveram. Nossa cidade foi profundamente abalada e atingida pela notícia de passamento de um filho, irmão, esposo, pai, avô, razão do quanto era querido e respeitado. Diante da manifesta dificuldade de expressar nossos sentimentos, tratando-se de pessoa muito querida e amada tanto como cidadão macuquense, assim como na vida pública, nos confortam as recordações que permanecerão para sempre em nossos corações”, diz a nota.

Sérgio também foi sócio e jogador do Macuco Esporte Clube. O clube também se pronunciou. “Macuco Esporte Clube hoje chora, pela perda do nosso sócio e ex-jogador Cecé Abreu, que 1966 a 1978 defendeu a nossa camisa com muita garra, sagrando-se Bicampeão do Calcário em 1978, levando o nome de nossa cidade por todo Brasil onde jogou pela Seleção Carioca. Pedimos a Deus que conforte os familiares e amigos nesse momento e que receba nosso camisa 5”, diz a publicação. Nas redes sociais, há várias outras mensagens: “Macuco perdeu um ser humano incrível! De um coração enorme! Meus sinceros sentimentos a família!”; “Que tristeza!! Quanta falta Cessé irá fazer para Macuco e para todos nós!”; “Difícil de acreditar! Que perda, uma pessoa ímpar, vai fazer muita falta. Sou grato por todo aprendizado e todos momentos que passamos juntos. Sérgio você deixa um grande legado: Bondade, amor ao próximo. Peço a Deus nesse momento para amenizar a dor dessa família”; “Meus sinceros sentimentos a familiares e amigos. Macuco inteiro está de luto por uma pessoa do bem e querida por todos! Não esperem o Covid chegar na sua família pra acreditar que ele existe”, dizem algumas das mensagens.

VEJA MAIS

VEJA MAIS