Maçarico ligado! Outubro começa com forte onda de calor, prevê Climatempo Além do calor intenso, outra preocupação é o ar seco. Segundo a Climatempo, esta intensa onda de calor pode favorecer a propagação do fogo no fim desta temporada seca por várias regiões do país

Além do calor intenso, outra preocupação é o ar seco. Segundo a Climatempo, esta intensa onda de calor pode favorecer a propagação do fogo no fim desta temporada seca por várias regiões do país

Imagem ilustrativa/ Foto: Defesa Civil de Miracema

A intensa onda de calor que atua em grande parte do Brasil está só começando, segundo a Climatempo. Nos próximos dias o calor extremo ainda promete ser o destaque na maior parte do país. Até os dias 8 ou 9, várias cidades ainda vão registrar máximas entre 37°C e 43°C. Com diferentes graus de severidade, os estados que mais devem sentir este calor intenso são Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo, entre outros. Ainda segundo a Climatempo, fazer 40°C durante a primavera é comum, mas temperaturas em torno de 42°C já não são tão comuns assim. Além do calor intenso, outra preocupação é o ar seco, já que a umidade relativa do ar ainda pode ficar abaixo dos 20% por várias áreas do Sudeste, e outras regiões brasileiras. (continua após a publicidade)

Além dos problemas de saúde que se agravam neste período seco, outra preocupação é em relação às queimadas. “Esta intensa onda de calor pode favorecer a propagação do fogo no fim desta temporada seca por várias regiões do país” – alerta a Climatempo. Os cuidados com a saúde devem ser redobrados nos próximos dias, principalmente com idosos e crianças. Entre as orientações para amenizar os efeitos da baixa umidade estão beber bastante água, permanecer em locais protegidos do sol e evitar exercícios ao ar livre nas horas mais quentes do dia. Uma forte frente fria deve romper essa grande onda de calor em torno do dia 10 de outubro, e pode voltar a chover de forma mais significativa pelo interior do Brasil.

Mais do SFn