Livros do escritor madalenense Nestor Lopes reúnem 200 causos da terra de Dercy Gonçalves

A contação de causos é uma tradição e parte da cultura em Madalena. Além de registrarem acontecimentos - independentemente de sua exatidão ou veracidade - os causos também são uma homenagem à memória de pessoas que se tornaram personagens e estarão sempre presentes no imaginário da população local
Fotos: Divulgação/ Lançamento do 2º livro em 2019

Toda cidade interiorana ainda tem ou já teve grandes contadores de causos – uma história sobre algum fato verídico ou não, contada, geralmente, de forma engraçada. Em Santa Maria Madalena, na Região Serrana do Rio, o escritor, ex-vereador e ex-vice-prefeito da cidade, Nestor Luiz Cardozo Lopes, reuniu 200 contos sobre a terra da saudosa Dercy Gonçalves em dois volumes: “Causos Madalenenses: Histórias Da Terra De Dercy…” e “Causos Madalenenses 2 – as histórias da terra de Dercy continuam…”. O primeiro foi lançado em 2017 e o segundo e, 2019, ambos em edições da Festa Literária de Santa Maria Madalena. Eles reúnem histórias que têm como personagens Dr. Ivo Lima Kelis, Jerônimo Serra Portugal, Dr. Jorge Falcão, Dercy Gonçalves, Zé do Norte, Mery Carrilho (Chiquinha), Zinho Bastos, Rubem Rangel, Kolu, Marcelo Lima, Glauco Prunes, Nilo da Costa, Paulinho Garcia, Paulinho Tamborete, Beto Verbicário, Maria Helena Coelho Ferreira, músicos da Sociedade Musical Euterpe Madalenense, entre outras dezenas de personalidades madalenenses. (continua após a imagem)

Segundo o autor, tudo começou de forma despretensiosa, pois ao iniciar a publicação dos “causos” nas redes sociais, não havia a intenção de contar tantos e nem de reuni-los em livro. “Mas aconteceu que, já a partir do quinto causo publicado, começaram a surgir comentários de leitores pedindo que juntássemos tudo num livro. Como os pedidos continuaram aumentando, nós nos sentimos na obrigação de atender aos leitores que, com seu estímulo e iniciativa, acabaram se tornando coautores desta obra” – destaca o autor. Lopes afirma ainda que, as histórias, além de registrarem acontecimentos – independentemente de sua exatidão ou veracidade -, também são uma homenagem à memória de pessoas que se tornaram personagens e estarão sempre presentes no imaginário da população local. “Até porque, no município de Santa Maria Madalena, a tradição de contar casos e causos mantém vivos personagens que, quaisquer que fossem suas condições sociais, alcançaram o status de personalidades do cotidiano local. Apesar de muitos deles terem vivido num passado distante, estão eternizados na reprodução, mesmo que de forma verbal, dos episódios (verdadeiros ou não) de que participaram. Seguem, mais vivos do que nunca, na boa memória da população” – afirma.

Lançamento do 1º livro em 2017, com a presença do escritor da ABL, Antônio Torres

A contação de causos é uma tradição e parte da cultura em Santa Maria Madalena. Com base nesse costume, Arthur Lima Garcia, Prefeito do município nos períodos de 1997/2000, 2001/2004 e 2008/2012, já na sua primeira gestão sugeriu que a Secretaria Municipal de Turismo e Lazer promovesse, anualmente, sempre no primeiro sábado de abril, o evento “Dia dos Contadores de Causos”. Nessas ocasiões, pessoas da comunidade se reuniam para contar suas histórias engraçadas que eram apresentadas num espaço preparado especialmente para o evento, no Clube Montanhês ou no Ginásio Poliesportivo Waldir Caputo Soares, ambos no Centro da cidade. Os livros escritos por Nestor já foram vendidos para diversas partes do Brasil, e devido à pandemia, ele iniciou o lançamento de um causo por dia em seu canal no YouTube. “Foram 180 causos lançados diariamente, de março a setembro. Já ultrapassei a marca de 100 mil inscritos, onde já tenho mais de 10 mil vídeos publicados e mais de 35 milhões de visualizações” – conta. Para adquirir o livro e garantir boas risadas neste fim de ano, basta entrar em contato com o autor pelo Facebook (AQUI) ou YouTube (AQUI).

VEJA MAIS

VEJA MAIS