Lar dos Idosos de São Fidélis participa de Projeto Cultural e vira inspiração de poesias

Os interessados podem conseguir os livros, com poesias inspiradas em conversas e histórias de idosos da “Cidade Poema” e de outros lares, através da doação de alimentos
Fotos: Divulgação

A Associação Lulu Machado – Lar dos Idosos de São Fidélis, no Norte Fluminense – participou de uma proposta cultural inédita no estado, a ‘Fábrica de Poesia’, do Projeto Cultural Atitude. A inscrição para o projeto foi feita em janeiro e os idosos de São Fidélis participaram de conversas online com o idealizador do projeto se inspirou para criar algumas poesias. Inspiradas nas conversas e histórias dos idosos da “Cidade Poema”, surgiram lindas poesias.

Tem Instagram ❓❓ Siga o SF Notícias no Insta > @sfnoticias

O livro, entretanto, não poderá ser vendido, mas os interessados poderão conferir as poesias inspiradas nos vovôs e vovós do Lar dos Idoso e de outras instituições do estado através de um ato de solidariedade. Para conseguir o livro basta doar 5 kg de arroz ou 5 kg de açúcar a através de um gesto generoso, a população poderá se encantar com os poemas. O ponto de troca do livro será na Rádio Via5, localizada na Rua Guaraciaba, nº 462, com Nelson Ferreira, a partir de segunda-feira (05/07). Nas páginas há QR codes que permitem ainda acessar o vídeo da conversa.

Sobre o projeto
O projeto faz parte de uma oficina de criação poética gratuita e online voltada para lares de idosos do estado que, em decorrência da pandemia, estão impossibilitados de receber visitas. O objetivo é minimizar os impactos psicológicos causados pela impossibilidade da realização de visitas e eventos culturais durante a pandemia, além de fomentar a produção cultural de forma a valorizar a história de vida dos idosos. O projeto “Fábrica de Poesias” foi contemplado no edital Retoma da Cultural, idealizado pela Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do RJ, uma das iniciativas da Lei Aldir Blanc. O Projeto Cultural Atitude está há mais de 20 anos promovendo ação cultural e ação social.
Com informações do Entre Rios Jornal

VEJA MAIS

VEJA MAIS