Foto: Reprodução/ Skyscraper City

Itaperuna ultrapassa 400 casos de Covid-19, sendo 11 mortes; funcionamento de academias é autorizado Permanece obrigatória a utilização, pela população, de máscaras de proteção em locais públicos, estabelecimentos comerciais e transporte público

Permanece obrigatória a utilização, pela população, de máscaras de proteção em locais públicos, estabelecimentos comerciais e transporte público

Foto: Reprodução

O município de Itaperuna, no Noroeste Fluminense, confirmou a 11ª morte por Covid-19 segundo boletim publicado na noite desta segunda-feira (15/06) pela Secretaria Municipal de Saúde. A cidade também ultrapassou 400 casos confirmados, contabilizando ao todo 420 casos positivos entre 11 de março e 15 de junho. Desse total, 167 pacientes já estão recuperados, deixando o município com 242 casos confirmados ainda ativos, sendo que 11 pacientes seguem internados e os demais – 231 – em isolamento domiciliar. A Prefeitura não divulgou mais informações sobre o 11º óbito, como idade ou sexo do paciente. Há um óbito suspeito em investigação, 931 casos foram descartados e 53 seguem em análise laboratorial. São 790 casos em monitoramento. (continua após a publicidade)

Também nesta segunda (15) a Prefeitura anunciou que as medidas de prevenção à Covid-19 foram prorrogadas até 30 de junho. O decreto estende até o dia 30 as regras e restrições das atividades comerciais, entretanto, entre as novidades traz a autorização para a retomada das atividades nas academias, estúdios de musculação, centro de ginástica e estabelecimentos similares (com restrições e multas pecuniárias previstas em casos de descumprimento das normas). O decreto autoriza ainda o restabelecimento das operações de transportes coletivos intermunicipais (nos termos do Decreto Estadual nº. 47.108 de 05 de junho de 2020). Permanece obrigatória a utilização, pela população, de máscaras de proteção em locais públicos, estabelecimentos comerciais e transporte público. O descumprimento das regras implicará em multa de R$ 100,00 (cem reais) para as pessoas físicas e R$ 5.000,00 (cinco mil reais) para os estabelecimentos. O decreto na íntegra pode ser conferido AQUI.

Mais do SFn