quinta-feira , 29 outubro 2020

Inmet alerta para baixa umidade do ar em S.Fidélis, Itaocara, Pádua, Cordeiro, Friburgo e região O órgão alerta para umidade relativa do ar variando entre 30% e 20%, e orienta para que a população beba bastante líquido; evite desgaste físico nas horas mais secas e evite exposição ao sol nas horas mais quentes do dia

O órgão alerta para umidade relativa do ar variando entre 30% e 20%, e orienta para que a população beba bastante líquido; evite desgaste físico nas horas mais secas e evite exposição ao sol nas horas mais quentes do dia

Fotos: SF Notícias

Uma forte massa de ar seco continua atuando com força sobre o estado. As temperaturas seguem altas e nessa segunda-feira (14/09) não está sendo diferente. O calor pode se aproximar dos 40°C em cidades do Norte e Noroeste Fluminense. Mas, além do calorão a tarde desta segunda é de alerta em municípios do estado do Rio de Janeiro devido à previsão de baixa umidade do ar. Desta forma, moradores devem redobrar os cuidados com a hidratação, principalmente de crianças e idosos. Segundo o alerta meteorológico do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) a umidade relativa do ar vai variar entre 30% e 20%. O nível ideal para o organismo humano, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), gira entre 40% e 70%. Quando ele fica abaixo de 30%, além de dor de cabeça, pode ocorrer sangramento nasal, garganta seca e irritada, sensação de areia nos olhos, ressecamento da pele, cansaço e indisposição, e agravamento de rinites alérgicas. (continua após a publicidade)

O alerta abrange Aperibé, Cambuci, Italva, Itaperuna, Itaocara, Miracema, Pádua, Porciúncula, Bom Jesus do Itabapoana, Natividade, Campos, Cardoso Moreira, Macaé, Bom Jardim, Cantagalo, Cordeiro, Friburgo, Macuco, São Sebastião do Alto, Santa Maria Madalena, Duas Barras, Trajano de Moraes, e demais cidades do estado do Rio. A combinação do tempo seco e baixa umidade também dificultam a dispersão de gases poluentes e de fumaças das queimadas, além disso, podem contribuir para que o fogo se alastre rapidamente. O Inmet orienta para que a população beba bastante líquido; evite desgaste físico nas horas mais secas e evite exposição ao sol nas horas mais quentes do dia.

Mais do SFn