quarta-feira , 23 setembro 2020

Incêndio destrói área de vegetação e assusta moradores do Angelim, em São Fidélis Os incêndios em vegetação aumentam nessa época do ano, devido à baixa umidade do ar, à falta de chuva e à vegetação seca, mas o grande vilão continua sendo o homem

Os incêndios em vegetação aumentam nessa época do ano, devido à baixa umidade do ar, à falta de chuva e à vegetação seca, mas o grande vilão continua sendo o homem

Incêndio assustou aos moradores

Um incêndio de grandes proporções e criminoso, assustou os moradores do Angelim nesta quarta-feira (05/08), na zona rural de São Fidélis. As chamas destruíram uma área de vegetação no Parque Miragem. Com o capim seco, devido ao período de estiagem, as chamas se alastraram rapidamente pela vegetação. Assustados, os moradores acionaram o Corpo de Bombeiros. Equipes do destacamento de Cambuci foram ao local. Segundo o Corpo de Bombeiros, o fato de as chamas estarem um ponto alto do morro, dificultou qualquer ação dos militares. Os incêndios em vegetação aumentam nessa época do ano, devido à baixa umidade do ar, à falta de chuva e à vegetação seca, mas o grande vilão continua sendo o homem, que insiste em colocar fogo para limpar terrenos ou queimar lixo. (continua após a publicidade)

Com o vento, o pequeno foco se propaga rapidamente entre o capim seco e o incêndio acaba saindo do controle, avançado pela vegetação e podendo até atingir imóveis. É importante lembrar que provocar incêndio é crime ambiental. A pessoa flagrada cometendo a infração pode ser multada ou presa. No último dia 16, o Governo Federal publicou um decreto para proibir o emprego de fogo em áreas rurais por um período de 120 dias. A medida vale para todo o território nacional.

Mais do SFn