IBGE: inscrições para Recenseador e Agente Censitário, com oportunidades na região, seguem abertas

Na região, há oportunidades para Aperibé, Cambuci, Itaocara, Itaperuna, Pádua, Miracema, São Fidélis, Cantagalo, Cordeiro, Macuco, Friburgo, São Sebastião do Alto, entre outras cidades; confira

Seguem abertas as inscrições para Agente Censitário Supervisor (ACS), Agente Censitário Municipal (ACM) e Recenseador, do Processo Seletivo Simplificado do IBGE. Para concorrer aos cargos de ACM e ACS o interessado deve ter concluído o ensino médio. Já para concorrer à função de recenseador, o candidato deve ter nível fundamental completo. A remuneração é de R$ 2.100 para ACM e R$ 1.700 para ACS. Os recenseadores serão remunerados por produtividade, de acordo com a quantidade de residências visitadas e pessoas recenseadas, considerando ainda a taxa de remuneração de cada setor censitário, o tipo de questionário preenchido (básico ou amostra) e o registro no controle da coleta de dados. Para os cargos de Agente Censitário a taxa de inscrição é de R$ 39,49 e para Recenseador a taxa é de R$ 25,77 e poderá ser paga pela internet ou fisicamente em qualquer banco ou casa lotérica.

As vagas são temporárias e os contratos terão duração prevista de três meses para a função de Recenseador e de cinco meses para Agente Censitário, podendo ser renovados de acordo com as necessidades do IBGE e a disponibilidade orçamentária. A contratação temporária é regida pela Lei nº 8.745/1993. Na região, há oportunidades para Aperibé, Cambuci, Italva, Itaocara, Itaperuna, Santo Antônio de Pádua, Miracema, Campos dos Goytacazes, São Francisco de Itabapoana, Cardoso Moreira, Macaé, São Fidélis, Bom Jardim, Cantagalo, Cordeiro, Macuco, Nova Friburgo, São Sebastião do Alto, Santa Maria Madalena, entre outras cidades. Além do salário, ACM e ACS terão direito a auxílio-alimentação, auxílio-transporte, auxílio pré-escola, férias e 13º salário proporcionais, de acordo com a legislação em vigor e conforme o estabelecido no edital.

As provas serão aplicadas no dia 25 de abril para recenseadores. Segundo o IBGE, no hotsite do Censo 2021 haverá um simulador em que os candidatos poderão estimar a remuneração a ser obtida, com base nos valores pagos por setor censitário nas diferentes localidades do país. A jornada de trabalho recomendável para os recenseadores é de, no mínimo, 25 horas semanais. Já para os Agentes as provas objetivas serão aplicadas presencialmente em 18 de abril, seguindo os protocolos sanitários de prevenção da Covid-19. Para as vagas de nível médio, os mais bem colocados em cada município ocuparão a vaga de ACM, que será o responsável pela coordenação da coleta do Censo 2021 naquela cidade. Já o ACS supervisiona as equipes de recenseadores. A jornada de trabalho será de 40 horas semanais, sendo oito horas diárias. Clique AQUI para se inscrever para Recenseador e AQUI para Agente Censitário.

VEJA MAIS

VEJA MAIS