Humorista de Cantagalo é selecionado para edital “Cultura Presente nas Redes”, da Secec-RJ

Projeto "comédia em isolamento" engloba piadas contadas na casa do cantagalense com o objetivo de mostrar o lado bom do isolamento social e situações inusitadas do dia a dia. Ao longo da carreira, ele teve a oportunidade de participar dos programas “A Praça é Nossa” e do “Tudo é Possível”
Fotos: Divulgação

O humorista, Vinícius Stael, do município de Cantagalo, na Região Serrana do Rio, foi um dos selecionados para o edital “Cultura presente nas redes” promovido pela Secretaria Estadual de Cultura e Economia Criativa. O edital visa premiar o trabalho de 1.500 artistas em diversos municípios do estado com o valor de R$ 2.500,00, num total de R$ 3.750.000,00 provenientes do Fundo Estadual de Cultura, que ficou parado por cerca de 22 anos. O cantagalense é ator desde 2005 e sempre se destacou nas peças teatrais cômicas que fazia. Com a mudança de seu grupo para a capital do RJ, decidiu tentar algo que não precisasse contracenar com ninguém. Foi então que em setembro de 2008 teve a oportunidade de testar seu primeiro número de stand up. Daí em diante não parou mais. De open em open, o humorista foi conseguindo se consolidar em sua região, montar um bom material e hoje pode viver do humor. Mas, foi com as oportunidades de participar do programa “A Praça é Nossa” e do “Tudo é Possível” que ele conseguiu se projetar no cenário do humor nacional. Conquista que é fruto de muita luta e persistência. (continua após a publicidade)

De acordo com o humorista, ele recebeu a mensagem do assessor de cultura do município de Cantagalo, Matheus Arruda, o incentivando a participar do edital e inscreveu o projeto “comédia em isolamento” sem intuito de ser selecionado. O projeto engloba piadas contadas na casa dele com o objetivo de mostrar o lado bom do isolamento social e situações inusitadas do dia a dia em formato de tema livre do YouTube, encaixando-se na linha de atuação voltada aos conteúdos audiovisuais. Vinícius foi surpreendido ao ver seu nome no rol de classificados e ficou muito feliz com a seleção. O edital previu quatro linhas de atuação, sendo elas: Manifestação; Criação de conteúdo; Oficinas culturais à distância e conteúdos audiovisuais. As vagas foram divididas por regiões e na Região Serrana, que compreende Bom Jardim, Cantagalo, Cachoeiras de Macacu, Carmo, Cordeiro, Duas Barras, Guapimirim, Macuco, Nova Friburgo, Santa Maria Madalena, Petrópolis, São José do Vale do Rio Preto, São Sebastião do Alto, Sumidouro, Teresópolis e Trajano de Moraes foram selecionados 85 projetos. Clique AQUI para conhecer mais do trabalho do cantagalense.

VEJA MAIS

VEJA MAIS