Homem, adolescente e quatro crianças morrem após carro cair em rio em Campos

Bombeiros fazem buscas por mais uma criança que também estaria no carro. Todas as crianças eram de uma mesma família
Fotos: Rodrigo Silveira /Folha 1

Uma tragédia! Seis pessoas morreram após o carro – modelo Gol “caixote” de cor branca – em que elas estavam ter caído em um rio na noite desta segunda-feira (15/12) em Campos. O acidente aconteceu em uma ponte que fica na RJ-208, rodovia que liga o bairro Tapera a Lagoa de Cima. A ponte é estreita, passa um veículo por vez e não possui a proteção lateral em um dos lados (veja a imagem abaixo). Entre as vítimas estão quatro crianças. As vítimas foram identificadas como Adilson, de 45 anos, Enzo Gabriel, de 2 anos; Brunna Vitória, de 3 anos; Kemilly Sophya, 6 anos; Phandora, de 8 anos, e Erick Barcelos da Moura, de 12 anos. De acordo com a assessoria de imprensa do Corpo de Bombeiros, outras duas pessoas foram retiradas do local e socorridas por populares.

continua após a imagem

As equipes de mergulho ainda estão no local fazendo buscas por mais uma criança, de aproximadamente 4 anos, que segundo familiares, também estava no veículo. Francisco de Moura Cunha, de 32 anos, pai do adolescente Erick Barcelos da Moura, que morreu no acidente, contou ao Folha 1 que todas as crianças eram de uma mesma família, e voltavam da Lagoa de Cima para suas residências, no bairro Tapera, que fica às margens da BR-101. Ainda segundo ele, o motorista era um conhecido de um tio das crianças, que se ofereceu para levar as crianças para a lagoa, devido ao forte calor que fez nessa segunda-feira. Francisco havia perdido um outro filho afogado há cerca de um mês.

O carro caiu no Rio Preto, próximo ao encontro com o Rio Ururaí. Todos os corpos foram removidos para o Instituto Médico Legal (IML) de Campos. O acidente foi registrado na 134ª Delegacia Legal do Centro de Campos. O local do acidente será periciado, e a polícia aguarda os laudos para identificar a causa dessa tragédia que abalou os moradores de Campos.

VEJA MAIS

VEJA MAIS