Evento online vai celebrar os 155 anos do cantagalense Euclides da Cunha; escritor morou em São Fidélis na infância

Programação conta com o lançamento do livro digital “Escritos euclidianos – vol.2”, que poderá ser obtido gratuitamente a partir do dia 20
Imagens ilustrativas/ Prefeitura de Cantagalo

Na próxima quarta-feira (20/01), para celebrar os 155 anos de nascimento de Euclides da Cunha, o grande escritor cantagalense, autor da obra prima “Os sertões”, que morou em São Fidélis na infância – onde uma rua ganhou o seu nome -, um grupo de amigos, unidos por laços que passam pelo interesse na obra euclidiana e ligação com Cantagalo, terra natal do escritor, organizaram um evento virtual. Na ocasião, acontecerá o lançamento do livro digital “Escritos euclidianos – vol.2”, além de leituras e conversa sobre a obra euclidiana. A união do grupo nasce através das pontes criadas pelo texto euclidiano, convergindo diferentes movimentos, aberto a participação de todos.

O projeto “Escritos euclidianos”, organizado também pelos movimentos euclidianos de Cantagalo em parceria com a Academia Volta-redondense de Letras (AVL) tem a proposta de reunir textos que versam sobre Euclides e sua obra, ou tenham o universo euclidiano como inspiração. O resultado é um livro eletrônico distribuído gratuitamente. No evento será lançado o segundo volume da série, que conta com a participação do Professor Leopoldo Bernucci, um dos maiores especialistas da obra Euclidiana atualmente, do escritor e poeta Marco Lucchesi, atual presidente da Academia Brasileira de Letras (ABL), o premiado escritor Milton Hatoum, entre outros grandes nomes do euclidianismo.

O evento “Euclides, 155” terá ainda uma mesa que discutirá o legado do texto amazônico de Euclides. Segundo os organizadores, também haverá leitura dramatizada do texto “Estouro da boiada”, trecho icônico de “Os Sertões” com os atores Álvaro Sagulo e Ana Martins. O evento será finalizado com leituras e partilhas de textos da obra de Euclides. O livro poderá ser obtido gratuitamente a partir do dia 20. Para baixar gratuitamente o 1º volume da série acesse https://www.avl.org.br/livros/. O evento de quarta é gratuito e será realizado na plataforma Google Meet. Para participar é preciso fazer a inscrição prévia – até o dia 19 – para receber o link da sala virtual. As inscrições são feitas somente através do formulário eletrônico no link https://cutt.ly/euclides155. O link da sala será enviado para e-mail cadastrado na inscrição. Para receber o certificado de participação basta solicitar no formulário de inscrição.

Euclides Rodrigues Pimenta da Cunha foi engenheiro militar, jornalista, ensaísta e historiado. Ele nasceu em Cantagalo, em 20 de janeiro de 1866, e faleceu no Rio de Janeiro em 15 de agosto de 1909. O escritor nasceu na Fazenda da Saudade, em Cantagalo, filho de Manoel Rodrigues Pimenta da Cunha, natural da Bahia, e Eudóxia Moreira da Cunha. Seu pai era guarda-livros nas fazendas de café da Província do Rio de Janeiro. Em 1869, com três anos de idade, perdeu a mãe. No ano seguinte, mudou-se com a irmã mais nova, Adélia, para Teresópolis, aos cuidados dos tios Rosinda e Urbano Gouveia. Esta última, o acolhe, mas morre pouco depois, em 1871 e os dois órfãos vão morar em São Fidélis, com a tia Laura Moreira Garcez, casada com o coronel Magalhães Garcez. Euclides inicia a vida escolar em 1874, na “Cidade Poema”, no Colégio Caldeira, do português republicano Francisco José Caldeira. Em 1877 muda-se para a casa dos avós paternos, em Salvador, passando a estudar no Colégio Carneiro Ribeiro (informações da Academia Brasileira de Letras).

VEJA MAIS

VEJA MAIS