Estado anuncia R$126 milhões em obras em batalhões da PM, entre eles, Campos, Friburgo, Itaperuna e Pádua

Batalhões são responsáveis pela segurança em cidades das regiões Norte e Noroeste Fluminense, além da Região Serrana

O Governo do Rio de Janeiro vai investir R$ 126 milhões na reforma dos batalhões fluminenses. Para o governador Cláudio Castro, investimentos na área da Segurança Pública são fundamentais para dar mais qualidade ao trabalho dos policiais. As obras atingirão 55 unidades com reforma de refeitórios (ranchos), dormitórios, fachadas e telhados. A proposta é oferecer aos policiais militares condições dignas de trabalho.

Tem Instagram ❓❓ Siga o SF Notícias no Insta > @sfnoticias

“Essas obras fazem parte de um grande pacote de investimento na Segurança Pública, que incluem ainda a compra de novas viaturas e questões salariais. Dar qualidade ao ambiente de trabalho dos policiais é uma das formas de apoiá-los e estimulá-los no dia a dia”, frisou Cláudio Castro. O Programa Tudo Azul, da Secretaria de Polícia Militar, prevê a reforma de sete telhados, 44 refeitórios (ranchos) e 282 alojamentos. As obras ficarão a cargo da Empresa de Obras Públicas (Emop-RJ), órgão vinculado da Seinfra, que fará a licitação e o acompanhamento das intervenções.

O secretário da Polícia Militar, Luiz Henrique Marinho Pires, está animado com as obras, que irão corrigir problemas de manutenção que surgiram ao longo dos anos. “Esse projeto vai resgatar a dignidade de nossa tropa.  Vamos colocar um ponto final num cenário inaceitável de batalhões sem rancho e sem alojamentos descentes”, disse Pires.

As obras
O acordo com a Secretaria de Polícia Militar prevê a reforma e manutenção de telhados e fachadas dos batalhões de São Cristóvão (4º), Tijuca (6º), São Gonçalo (7º), Rocha Miranda (9º) e do Batalhão de Choque, no Centro; do 4º Comando de Policiamento de Área (CPA), em Niterói; do Comando Geral da Polícia Militar (CGPM), em São Gonçalo.

Haverá reforma de refeitórios (ranchos) e alojamentos nos batalhões do Méier (3º), São Cristóvão (4º), Gamboa (5º), Tijuca (6º), Rocha Miranda (9º), Bangu (14º), Olaria (16º); Ilha do Governador (17º), Jacarepaguá (18º), Copacabana (19º), Benfica (22º), Leblon (23º), Santa Cruz (27º), Recreio dos Bandeirantes (31º), Irajá (41º), Ajudância Geral no Centro (AJG-QG), 1ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM – Palácio Guanabara), Academia de Polícia Militar D. João VI (Sulacap), Batalhão de Operações Especiais – Bope (Laranjeiras), Batalhão de Polícia de Choque – BPChoque (Centro), Batalhão de Polícia Turística – BPTur (Copacabana), Batalhão de Policiamento de Vias Especiais – BPVE (Vila Kennedy), Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças – Cfap (Sulacap), Centro de Fisiatria e Recuperação – CFRPM (Olaria), Centro de instrução Especializado em Armamento e Tiro – CIEAT (Sulacap), Diretoria de Manutenção e Suprimento de Armamento – DMSA (Sulacap), Regimento de Polícia Montada – RCECS (Campo Grande), 1ª Unidade de Polícia Pacificadora (UPP)/ 6º BPM (Borel), 2ª Unidade de Polícia Pacificadora (UPP)/22º BPM (Manguinhos), 2ª Unidade de Polícia Pacificadora (UPP)/3º BPM (Jacarezinho), 3ª Unidade de Polícia Pacificadora (UPP)/16º BPM (Alemão), 3ª Unidade de Polícia Pacificadora (UPP)/19º BPM (Ladeira dos Tabajaras), 3ª Unidade de Polícia Pacificadora (UPP)/ 22º BPM (Arará/Mandela), 3ª Unidade de Polícia Pacificadora (UPP)/3º BPM (Lins de Vasconcelos), 3ª Unidade de Polícia Pacificadora (UPP)/ 6º BPM (Andaraí), e 7ª Unidade de Polícia Pacificadora (UPP)/ 16º BPM (Vila Cruzeiro), na capital; e nos batalhões de São Gonçalo (7º), Campos (8º), Nova Friburgo (11º), Niterói (12º), Duque de Caxias (15º), Mesquita (20º), São João de Meriti (21º), Queimados (24º), Cabo Frio(25º), Petrópolis (26º), Itaperuna (29º), Teresópolis (30º), Angra dos Reis (31º), Macaé (32º), Magé (34º), Itaboraí (35º), Santo Antônio de Pádua (36º), Belford Roxo (39º).

Também haverá reforma de refeitórios e alojamentos no Batalhão de Polícia Rodoviária – BPRv, Colégio de Niterói, Centro Preparatório de Admissão Militar – CPAM, Diretoria de Abastecimento – DAbast e do Depósito Central de Munições – DCMun, todos em Niterói.

VEJA MAIS

VEJA MAIS