segunda-feira , 10 agosto 2020

Esposa é presa acusada de matar o marido para ser beneficiada com seguro de vida no RJ Corpo da vítima, que era gerente de uma multinacional petrolífera, foi encontrado em Rio das Ostras em 2019. Segundo a polícia, mulher planejou o crime para ser beneficiada com o valor do seguro e da indenização da morte do marido, cerca de R$ 200 mil

Corpo da vítima, que era gerente de uma multinacional petrolífera, foi encontrado em Rio das Ostras em 2019. Segundo a polícia, mulher planejou o crime para ser beneficiada com o valor do seguro e da indenização da morte do marido, cerca de R$ 200 mil

Fotos: SF Notícias

Policiais da Delegacia de Descoberta de Paradeiros (DDPA) prenderam, nesta quinta-feira (18/06), uma mulher apontada como autora do homicídio do seu marido Wagner Franco, em fevereiro de 2019. Na ocasião, o corpo da vítima, que era gerente de uma multinacional petrolífera, foi encontrado em Rio das Ostras, na Região dos Lagos, após desaparecer no Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste. De acordo com os agentes da unidade, as investigações apontaram que a mulher planejou o crime para ser beneficiada com o valor do seguro e da indenização da morte do marido, cerca de R$ 200 mil. (continua após a publicidade)

Ainda de acordo com a Polícia Civil, o executor do homicídio foi o miliciano Anderson do Nascimento Marinho, o “Thor”, que atua na comunidade do Terreirão, no Recreio, onde fica o consultório dentário da criminosa. Ele teria recebido aproximadamente R$ 10 mil para consumar o crime. Ainda segundo as investigações, a mulher e “Thor” se conheceram quando ele foi cobrar “taxa de segurança” no consultório dela. Contra eles foram expedidos mandados de prisão por homicídio e ocultação de cadáver, pela 4ª Vara Criminal da Capital. O miliciano está foragido.

Mais do SFn