Escritor fidelense lança segundo livro “A Costura” em Campos menos de um mês após lançamento em São Fidélis

Lançamento do segundo livro de Antônio Júnior Persí aconteceu no Saturnália Club, local que faz parte da vida do jovem há anos

No último final de semana, mais especificamente na última sexta-feria, dia 10 de dezembro, aconteceu o lançamento do segundo livro de Antônio Júnior Persí, “A Costura”. O evento aconteceu no Saturnália Club, em Campos dos Goytacazes e contou com show voz e violão, e mais dois shows de bandas cover de artistas internacionais. Confira a entrevista com o jovem autor de São Fidélis sobre o lançamento do livro em Campos:

Por que você fez mais um lançamento do livro e por que lançou o livro em Campos, mais especificamente no Saturnália Club?
Bem, eu abri a pré-venda de “A Costura”, meu segundo livro, no meado do ano de 2021 e a maior parte de vendas que tive de pré-venda foram de leitores de São Fidélis e de Campos dos Goytacazes. Em quantidade de pré-vendas feitas, foi praticamente a mesma quantidade de leitores de São Fidélis e de Campos que adquiriram o livro. E com o lançamento de “A Costura” e toda a divulgação acerca do ponta pé inicial do livro, leitores de muitas cidades entraram em contato comigo interessados em adquiri-lo. Para além de São Fidélis, principalmente os leitores de Campos mostraram interesse em adquirir “A Costura”. Fora que sou formando do curso de Letras do Instituto Federal Fluminense Campos Centro, sendo grande parte dos meus leitores alunos de Letras, assim como pessoas que fazem parte da minha equipe, como a Mariana Cruz, revisora chefe de “A Costura” e Talita Barros, responsável pelo texto da contracapa de “O Mortiço”, meu primeiro livro. Logo, motivos para lançar o livro em Campos não faltaram. E, definitivamente, eu não poderia lançar meu segundo livro em Campos e não lançá-lo no Saturnália Club.

O Saturnália é um local que faz ode a ideais muito parecidas com as minhas como a aceitação das diferenças, invocação da autenticidade, respeito mútuo e pleno, amor pela arte… E isso tudo ao som de muito rock ‘n’ roll, paixão que carrego no peito, não por menos, afinal, sou o irmão mais novo do baterista Alexandre Sagat. O Saturnália é um local que faz parte da minha vida há anos e sempre foi um local seguro para mim, um local de liberdade, local de pessoas que se orgulham de ser diferentes e que aceitam cada diferença, uma “electric chapel”. E toda essa ode a diferença muito tem a ver com “A Costura” que é um livro de contos que faz caber em uma obra só o meio ambiente e a tecnologia, temas aparentemente contrastantes.

continua após a imagem

Quais as diferenças entre lançar “A Costura” em São Fidélis e lançar o livro em Campos?
Foi muito diferente quando se trata do jeito que me senti. Eu me senti mais relaxado ao lançar o livro em Campos, pois não era o primeiro lançamento e eu não estava lançando o livro na Cidade Poema. Perceba, o primeiro lançamento de “A Costura” aconteceu na Biblioteca Municipal de São Fidélis, um local que carrega em seu nome muita tradição literária, afinal, se trata da biblioteca de um local chamado Cidade Poema. Logo, eu tive um senso de responsabilidade e dever que foram imensos, vertiginosos, até porque era o primeiro lançamento de “A Costura”. Se tratando do lançamento em Campos, eu já estava menos nervoso, pois o livro já havia sido lançado antes e, por si só, o Saturnália Club é um local de maior descontração. Contudo, apesar de nervoso com o primeiro lançamento, eu estava menos emotivo, pois grande parte dos leitores que marcaram presença no lançamento do livro em São Fidélis são pessoas que vejo cotidianamente. Já aqueles que compareceram no lançamento do meu livro em Campos são pessoas que eu não via desde antes da pandemia, alguns desde 2019. Então, foi um baque muito grande rever essas pessoas, inclusive pessoas da minha equipe que trabalharam comigo em “O Mortiço” e em “A Costura” de maneira completamente online. Então, ver leitores, amigos e professores campistas e da região que eu não via há quase dois anos foi algo que acelerou meu coração de maneira que eu não esperava, não esperava mesmo!

Como o público reagiu a sua presença no lançamento do Saturnália?
Tanto no primeiro lançamento de “A Costura” quanto no segundo lançamento eu recebi muito carinho do público. Agora, cá no segundo livro, que eu estou entendendo o porquê desse carinho e tanto o primeiro lançamento quanto o segundo foram importantes para que as coisas ficassem mais nítidas para mim. Tenho percebido que o carinho das pessoas vem devido ao fato de eu ser alguém que está relatando o mundo em que vivemos em nome de todos. É uma maneira de eu contar a todos as histórias não minhas, mas de todos, de todos que estão vivendo as dores e delícias de fazer parte desse ponto da realidade. E ouvir isso das pessoas é muito importante para mim para que eu tenha responsabilidade com a minha escrita e consciência que não estou sozinho nessa história toda, de que nada é sobre mim, mas sim sobre nós. Foi muito interessante também ver leitores e colegas de faculdade que levaram seus cônjuges ao lançamento feito no Saturnália Club, foi muito interessante ver os rostos daqueles que eu só ouvia falar na faculdade. E foi surpreendente ver como esses cônjuges sabem meu nome, sabem da minha obra, sabem do meu jeito de escrever e de agir sem nem mesmo terem me visto pessoalmente sequer uma vez na vida. Deveras, é algo muito chocante. É chocante ver que há quem saiba da minha existência e tão afundo sobre meu trabalho sem eu nunca ter visto. E também é de esquentar o coração para que eu não pare de criar tendo a consciência de que a cada obra, mais pessoas são e hão de ser tocadas por meio da literatura. Por fim, gostaria de agradecer ao Saturnália Club por aceitar de cara que eu fizesse meu lançamento no local. Gostaria também de agradecer a toda a minha equipe por fazer acontecer, afinal, eu não consigo fazer nada disso sozinho. E agradeço também a cada leitor, cada amigo e a todos que eu vim a conhecer no dia por fazerem parte, comigo, de uma das noites mais importantes da minha vida. Para adquirir o livro basta entrar em contato com o autor pelo Facebook Antônio Júnior Persí ou pelo seu perfil do Instagram @antoniojuniorpersi.

VEJA MAIS

VEJA MAIS