Equipes retiram grande quantidade de lixo e soltam mais de mil peixes no Rio Paraíba do Sul, em São Fidélis Até uma catraca, geralmente usada em ônibus, foi encontrada no rio. Ação envolveu a Marinha do Brasil, o Projeto Piabanha, a Colônia de Pescadores Z-21, a Secretaria de Meio Ambiente e voluntários

Até uma catraca, geralmente usada em ônibus, foi encontrada no rio. Ação envolveu a Marinha do Brasil, o Projeto Piabanha, a Colônia de Pescadores Z-21, a Secretaria de Meio Ambiente e voluntários

Fotos: Projeto Piabanha

Uma grande quantidade de lixo foi retirada das águas do Rio Paraíba do Sul neste sábado (19/09) em São Fidélis, no Norte Fluminense. A mobilização foi em comemoração ao Dia Mundial de Limpeza dos Rios e Mares, que acontece todo terceiro sábado de setembro. Representantes do Projeto Piabanha, da Colônia de Pescadores Z-21 de São Fidélis, da Marinha do Brasil, da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de São Fidélis e voluntários participaram da ação. As equipes retiraram pneus, pedaços de canos, ferros, pedaços de televisões e até uma catraca, geralmente usada em ônibus, foi retirada do rio. Após a retirada do lixo, as equipes fizeram a soltura de 1.200 juvenis de Grumatã, espécie ameaçada de extinção. (continua após a publicidade)

Os peixes soltos estão marcados, para que seja feito um monitoramento. O Projeto Piabanha pede para que aqueles que, por acaso encontrem um desses peixes, anote a numeração de identificação da anilha, faça a medição, retire uma foto e devolva o peixe no rio. Em seguida, entre em contato com o projeto pelo telefone (22) 9.9227-1472 e passe as informações sobre o peixe. “Em comemoração ao Dia Mundial de Limpeza dos Rios e Mares, foi retirada uma quantidade expressiva de lixos do Rio Paraíba do Sul, em São Fidélis e 1200 juvenis de Grumatã (Prochilodus vimboides) ameaçados de extinção, que foram marcados e devolvidos ao seu ambiente natural”, diz a postagem do Projeto Piabanha. Em março desse ano, o projeto havia promovido a soltara de 12 mil peixes no Rio Paraíba do Sul, em São Fidélis. (continua após a publicidade)

O projeto
Com sede em Itaocara, no Noroeste Fluminense, o Projeto Piabanha mobiliza recursos, tecnologias e pessoas em defesa dos rios, em especial para a conservação dos peixes da bacia hidrográfica do Rio Paraíba do Sul, com ênfase nas espécies ameaçadas de extinção. Em junho desse ano, o projeto completou 22 anos. Ao longo desses anos, o projeto consolidou estudos, pesquisas, experiências e resultados na participação do Plano de Ação Nacional Para a Conservação Das Espécies Aquáticas Ameaçadas de Extinção da bacia do Rio Paraíba do Sul (PAN) e retém o maior plantel de reprodutores de espécies nativas de peixes da bacia hidrográfica do Rio Paraíba do Sul.

Mais do SFn