Em ação rápida, polícia prende suspeitos de ataque em Miracema e de atirarem contra PMs

Ataque a suposta facção rival seria uma cobrança pela morte de uma jovem encontrada com parte do corpo incendiado. Seis pessoas foram baleadas

Em uma ação rápida e incessante trabalho de busca, policiais do 36º Batalhão de Polícia Militar encontraram e prenderam os suspeitos de envolvimento em um ataque a uma suposta facção rival em Miracema, no Noroeste Fluminense. Como o SF Notícias havia mostrado ontem, três homens, usando um táxi, efetuaram vários disparos de arma de fogo em um local que seria um ponto usado pelos rivais na Rua Alcebíades Mendes Linhares, próximo de uma creche na Vila Nova. Nesse ataque, que aconteceu na noite de domingo, cinco pessoas foram baleadas. Ao chegarem ao local os policiais encontraram o táxi com as portas abertas e os três ocupantes também efetuaram disparos contra os PMs, que revidaram. Tanto o carro usado pelos criminosos quanto a viatura da PM ficaram com marcas de tiro devido ao confronto com os policiais, que atiraram de dentro da viatura para se defender. Os suspeitos empreenderam fuga no táxi e abandonaram o veículo próximo ao Brizolão do Cruzeiro e fugiram por uma mata.

continua após a imagem

Os feridos são uma mulher de 43 anos e outras duas menores, de 15 e 16 anos; um homem de 27 e outro de 20 anos. Eles foram socorridos na noite de domingo e encaminhados ao Posto de Urgência de Miracema. O sexto ferido é um menor de 17 anos, que seria um dos ocupantes do táxi e um dos autores do ataque e dos disparos feitos contra os PMs. Ele foi encontrado durante diligências feitas pelos policiais militares, escondido na Rua Manoel do Couto Paiva, bairro Jove. O menor estava com perfurações de arma de fogo, sendo levado para o Posto de Urgência de Miracema, onde permanece internado.

Após encontrarem o adolescente, os policiais seguiram com as buscas e encontraram os outros dois suspeitos de serem os autores dos ataques. Eles foram autuados por dupla tentativa de homicídio contra autoridade em exercício da função – por terem atirado contra os policiais – e por 5 tentativas de homicídio duplamente qualificados. As investigações iniciais apontam que o ataque a facção rival da noite deste domingo seria uma cobrança por conta do assassinato de uma adolescente que foi encontrada em um pasto com uma perfuração de arma de fogo na cabeça e com parte do corpo incendiado.

VEJA MAIS

VEJA MAIS