Diretor-presidente da Copapa, de Pádua, Antônio Fernando recebe Medalha do Mérito Industrial

Copapa se tornou uma das maiores fabricantes de papeis sanitários do país, especializada em produtos como guardanapos, toalhas e papeis higiênicos

A edição deste ano da Medalha do Mérito Industrial do Rio de Janeiro teve entre os agraciados um representante do Noroeste Fluminense. Membro do Conselho do Centro Industrial do Rio de Janeiro (CIRJ) e do Conselho da Firjan Noroeste Fluminense, Antônio Fernando Pinheiro da Silva é diretor-presidente da Companhia Paduana de Papéis (Copapa), em Santo Antônio de Pádua, e recebeu a honraria juntamente com o governador do estado do Rio de Janeiro, Cláudio Castro. A cerimônia, que é parte das comemorações pelo Dia da Indústria (25/05), aconteceu durante a reunião dos conselhos Superior de Representantes da Firjan e de Administração da Firjan CIRJ.

Tem Instagram ❓❓ Siga o SF Notícias no Insta > @sfnoticias

“Me sinto lisonjeado pela escolha e pela indicação dos colegas da região, pois significa um reconhecimento por um longo tempo de trabalho e dedicação. Mas, mais do que isso, é uma motivação a mais para seguirmos, ao lado da Firjan, dos empresários e da sociedade, na nossa luta pelo desenvolvimento regional”, destacou Antônio.

Nascido em Itanhém, no extremo sul da Bahia, Antônio Fernando Pinheiro da Silva entrou para a empresa em 2008. De lá para cá, a receita bruta da companhia cresceu 400%. Assim a Copapa se tornou uma das maiores fabricantes de papeis sanitários do país, especializada em produtos como guardanapos, toalhas e papeis higiênicos, por exemplo. De Pádua, o material é vendido em todos os estados do Sudeste, além de Bahia, Mato Grosso, Goiás e Distrito Federal. E isso graças também aos cuidados com o meio ambiente, ao ponto de ter lançado o primeiro papel higiênico 100% sustentável do país. Atualmente a empresa tem 580 colaboradores diretos, além de cerca de 1.500 indiretos.

“A honraria dá a dimensão da força da indústria do Noroeste Fluminense para o estado do Rio e o Brasil. Temos grandes valores em nossa terra e, juntos, poderemos ajudar a desenvolver todo o potencial da região”, disse o presidente da Firjan Noroeste Fluminense, José Magno Vargas Hoffmann.

Formado em Engenharia Industrial Elétrica, Antônio Fernando trabalhou em importantes empresas e cidades do país, como a ETTI − Hypermarcas, em Araçatuba (SP); Parmalat, em Jundiaí (SP); Fleischmann Royal, em Itapetinga (BA); e Souza Cruz, em Salvador, entre outras. Trabalhou e estudou fora do Brasil nas áreas de Gestão Agropecuária, na província de Mayoria, no Uruguai; em processamento de alimentos em conservas nas cidades Fellegara e Fontanellato, na Itália; e em processamento de sucos e leites na cidade de Collechio, também na Itália.

A Medalha do Mérito Industrial do Rio de Janeiro é concedida a empresários e personalidades que se destacaram na política, economia e na área social no último ano. Também receberam a mais alta comenda da indústria fluminense os empresários Celso Mattos, Valter Zanacoli Junior, Paulo Munck Machado e André Kauark Chianca. O ator e comediante Paulo Gustavo recebeu homenagem póstuma por meio de uma placa entregue pelo Sindicato da Indústria Audiovisual (Sicav-RJ) à produtora Iafa Britz. Os nomes foram selecionados por unanimidade pela Comissão Permanente do Mérito Industrial.

VEJA MAIS

Anvisa determina recolhimento de lotes interditados da vacina CoronaVac

Mais de 12 milhões de doses foram envasados em fábrica não autorizada pela Agência e tinham sido interditadas no início do mês. É importante ressaltar que a CoronaVac permanece autorizada no país e possui relação benefício-risco favorável ao seu uso no Brasil

VEJA MAIS