Diocese de Campos cria Reitoria Nossa Senhora da Penha, que se tornará Quase-Paróquia, em São Fidélis

O reitor é o Padre Maxwell, que antes era o pároco da Igreja Matriz, e também cuidará do Colégio Fidelense

O próximo ano será marcado pelo centenário da Diocese de Campos e com objetivo de dinamizar o trabalho missionário e pastoral, o Bispo Diocesano de Campos, Dom Roberto Francisco Ferrerìa Paz, realizou mudanças, com transferências de sacerdotes de algumas paróquias. Neste ano houve a criação de duas reitorias, sendo uma na cidade de São Fidélis e outra no município de São João da Barra. Em São Fidélis, onde havia apenas uma paróquia, e o pároco tinha um trabalho excessivo, cuidando da Matriz, de toda a cidade e ainda do colégio, foi necessário abrir a Reitoria Nossa Senhora da Penha que se tornará em um futuro na Quase-Paróquia. O reitor é o Pe. Maxwell que também cuidará do Colégio Fidelense.

Tem Instagram ❓❓ Siga o SF Notícias no Insta > @sfnoticias

Para o padre Maxwell, que antes era o pároco da Igreja Matriz, a finalidade da criação da reitoria é tornar a presença da Igreja mais próxima dos que moram nas regiões periféricas de São Fidélis. “Principalmente os doentes, os idosos, que ficam impossibilitados de se deslocarem até a Igreja Matriz. Então, a criação da Reitoria teve objetivo não de dividir, mas de multiplicar para que mais pessoas tenham acesso ao Reino de Deus”, declarou o padre Maxwell.

O padre Marco Antônio Soares, que tem 56 anos, sendo 30 de sacerdócio, retornou para a Diocese de Campos, após um período de Missão no estado de Rondônia, e assumiu o ofício de pároco da Igreja Matriz de São Fidélis. “Vamos agora trabalhar para transformar a Matriz em Santuário, mas será uma Igreja em saída, de escuta e que acolhe, pois o peregrino que chega, precisa ser acolhido e escutado. Será dentro da sinodalidade que pede o Papa Francisco. Esse processo de escuta vai além dos fiéis, que se ouça a todos, para que a Igreja se torne servidora. Nesse sentido o testemunho de São Fidélis vai abrilhantar essa caminhada”, disse o Pe. Marco.

VEJA MAIS

VEJA MAIS