Crime bárbaro: Jovem é morta e tem bebê arrancado da barriga em Macaé

Suspeita foi até a UPA de Barra de Macaé buscar atendimento para o bebê, dizendo ser mãe do recém-nascido, que não resistiu. Nas redes sociais, populares relataram que a suspeita fingia estar grávida

Um crime bárbaro chocou os moradores de Macaé, no Norte Fluminense. Uma jovem, de 22 anos, que estava grávida de aproximadamente 09 meses, foi morta e teve o bebê arrancado da sua barriga por outra mulher nesta quarta-feira (17/03). O crime, segundo informações da Polícia Militar, aconteceu na Comunidade da Nova Holanda, em Macaé. A vítima, identificada como Pâmella Ferreira Andrade Martins, foi encontrada já sem vida no banheiro de uma residência vítima de homicídio por arma branca (possivelmente faca), e ainda teve seu feto retirado e subtraído.

Ainda de acordo com o Batalhão da PM, após buscas, policiais do Serviço Reservado (P/2) localizaram e detiveram a suposta autora do homicídio no HPM. Ela havia dado entrada na UPA de Barra de Macaé buscando atendimento para o bebê, dizendo ser mãe do recém-nascido, que não resistiu. A mulher foi presa e levada para a delegacia de Macaé, onde o caso foi registrado. Na bolsa da suspeita foram encontrados uma faca e um canivete. Nas redes sociais, populares relataram que a mulher fingia estar grávida.

Pâmella era casada, tinha um filho de 2 anos e estava grávida de outro menino. O crime chocou os moradores e gerou revolta em Macaé. Muitos moradores se pronunciaram sobre o caso nas redes sociais. “A cada dia uma crueldade. Não sei onde vamos parar com tudo isso que está acontecendo com nosso mundo. É de cortar o coração”. “Senhor tenha misericórdia de nossas vidas, que crueldade, o mundo que vivemos já é do maligno. Infelizmente uma jovem tão bonita tinha uma vida pela frente e seu filhinho também, um anjinho, que não pôde conhecer o mundo. Isso chega dói o coração; muito triste isso que Deus conforte a família”.

VEJA MAIS

VEJA MAIS