Crianças com comorbidades começam a ser vacinadas contra a Covid na próxima semana em São Fidélis

As crianças assistidas pela APAE, Casa Abrigo e Pestalozzi receberão o imunizante nas próprias instituições. Veja a entrevista concedida ao SF Notícias pela Secretária de Saúde, Janine Palagar, pela coordenadora de imunização, Meriele Miranda, e pela superintendente de Vigilância em Saúde, Hítalla Valentim

O município de São Fidélis, no Norte Fluminense, iniciará na próxima terça-feira (25/01) a vacinação de crianças entre 5 a 11 anos contra a Covid-19. Seguindo a recomendação da Secretaria de Estado de Saúde, inicialmente serão vacinadas as crianças portadoras de comorbidades. Os menores assistidos pela APAE, Casa Abrigo e Pestalozzi receberão o imunizante nas próprias instituições. Já a partir do dia 25, pais e responsáveis de crianças com comorbidades devem levar as crianças e um atestado médico com validade de 6 meses ao CDI atrás do Hospital Armando Vidal, para receber a vacina.

Tem Instagram ❓❓ Siga o SF Notícias no Insta > @sfnoticias

Até o momento o município recebeu cerca de 210 doses, mas novas doses devem chegar ainda nesta semana. Ao SF Notícias, a Secretária de Saúde, Janine Palagar, a coordenadora de imunização, Meriele Miranda, e a superintendente de Vigilância em Saúde, Hítalla Valentim, falaram sobre a vacinação das crianças e também da testagem em massa que será realizada no município (vídeo no final). Segundo a coordenadora de imunização, após a vacinação das crianças com comorbidades começarão a ser vacinadas as crianças em geral, em ordem decrescente.

A Secretária de Saúde, Janine Palagar, destacou que continuarão sendo aplicadas as doses para a população em geral. Segundo ela, há pessoas que ainda sequer tomaram a primeira dose. “Vamos vacinar os nossos pequenos, mas continuaremos normalmente com a 1ª, 2ª e 3ª dose. Por incrível que pareça, ainda tem gente que não tomou a 1ª dose” – disse, reforçando o pedido para que a população mantenha as medidas de prevenção com o uso de máscara e higienização constante das mãos.

VEJA MAIS

VEJA MAIS