CPI para investigar possíveis fraudes na prefeitura de São Fidélis possui novo presidente

Fotos: Arquivo
Fotos: Vinnicius Cremonez / Manuela Escala

Após um mês parada a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar possíveis fraudes feitas pela prefeitura de São Fidélis em licitações de obras que estão sendo realizadas no município, possui um novo presidente.

O vereador Ronaldo Stellet não quis mais ser o presidente da comissão, que agora é presidida pelo vereador Carlos Henrique de Souza, conhecido como Henrique de Mutango. O prazo para conclusão das investigações terminam no próximo dia 16 de janeiro, mas segundo vereadores não haverá tempo suficiente. Caso não seja concluída será preciso que o plenário aprova a prorrogação em tempo hábil.

O pedido de abertura da CPI veio após a operação “Ave de Fogo” que foi deflagrada pela Polícia Federal após seis meses de investigações em dezembro do ano passado em Conceição de Macabu, para investigar denúncias de desvio de verbas do Ministério da Educação por meio de licitações, promovidas por funcionários públicos que favoreciam empresas fantasmas.

camara vereadores 2Segundo a Polícia Federal, após a operação realizada em Conceição de Macabu, foi possível desvendar novas fraudes em outros municípios como: São Fidélis, Campos e Rio de Janeiro, onde os agentes federais cumpriram mandados de buscas e apreensões. Segundo o documento enviado a Câmara de Vereadores de São Fidélis, mais de dez milhões de reais foram enviados para o município através de emendas parlamentares, e que segundo o Ministro Roberto Barroso, são licitações fraudulentas.

Segundo os Vereadores, caso for comprovado as irregularidades, a atual gestão pública terá que ser cassada.

camara vereadores 3

VEJA MAIS

VEJA MAIS