Covid-19: Saúde investiga casos suspeitos da variante Ômicron em Cantagalo, Friburgo e Miracema

Segundo o 15° Informativo de Vigilância Genômica da Covid-19, os municípios que coletaram as amostras estão sendo informados para que possam realizar a investigação dos casos e contatantes

Imagem: Josué Damacena/IOC/Fiocruz

Mais de 20 cidades do Estado do Rio de Janeiro têm casos suspeitos da variante Ômicron da Covid-19. É o que aponta o 15° Informativo de Vigilância Genômica da Covid-19, elaborado pela Subsecretaria de Vigilância e Atenção Básica em Saúde, da Secretaria de Estado de Saúde. Entre essas cidades estão Miracema, com um caso suspeito, Cantagalo, com dois casos suspeitos, e Nova Friburgo, um caso suspeito. Os números de casos que estão sendo investigados em cada município são:

  • Angra dos Reis – 8
  • Araruama – 1
  • Armação dos Búzios – 2
  • Barra Mansa – 3
  • Cabo Frio – 2
  • Cantagalo – 2
  • Carmo – 2
  • Duque de Caxias – 1
  • Iguaba Grande – 1
  • Macaé – 3
  • Miguel Pereira – 3
  • Miracema – 1
  • Nilópolis – 1
  • Niterói – 4
  • Nova Friburgo – 1
  • Petrópolis – 4
  • Pinheiral – 1
  • Quatis – 2
  • Resende – 3
  • Rio Claro – 1
  • Rio de Janeiro – 247
  • São Pedro da Aldeia – 3
  • Saquarema – 1
  • Teresópolis – 2
  • Valença – 1
  • Volta Redonda – 12
  • Pessoas vindas de outros estados – 3

Segundo o informativo, o Estado do Rio identificou 318 amostras sugestivas para Ômicron, sendo 315 de residentes no estado, através do teste RT-PCR por inferência, que sugere o tipo de variante. Este tipo de análise serve como método de triagem, e todas essas amostras sugestivas serão sequenciadas no laboratório de referência da Fiocruz. Os municípios que coletaram as amostras estão sendo informados para que possam realizar a investigação dos casos e contatantes.

Tem Instagram ❓❓ Siga o SF Notícias no Insta > @sfnoticias

No total, são 318 ocorrências sob análise, sendo 247 delas apenas na capital. Ainda segundo o informativo, a variante Delta está em predomínio no Estado desde agosto. Em outubro, 534 amostras foram sequenciadas, sendo que apenas 3 foram classificadas como Gamma. Em novembro, foram sequenciadas 562 amostras, todas classificadas como Delta. Até o momento, 29 amostras coletadas em dezembro foram genotipadas, sendo 26 identificadas como Delta e 3 identificadas como Ômicron.

VEJA MAIS

VEJA MAIS