Concurso IBGE: vagas para Recenseador e Agente Censitário em São Fidélis

Remuneração é de até R$ 2.100,00. Para concorrer a recenseador, candidato deve ter nível fundamental completo, e para ACM e ACS, ensino médio concluído

Fotos: Divulgação/ Simone Mello/ Agência IBGE Notícias

O IBGE publicou nesta quinta (18) dois editais para contratar temporariamente 204.307 pessoas para trabalhar na organização e na coleta do Censo Demográfico 2021. Ao todo, são oferecidas 181.898 vagas para recenseador, 16.959 para agente censitário supervisor (ACS) e 5.450 para agente censitário municipal (ACM) em 5.297 municípios do país. Para São Fidélis, no Norte Fluminense, são oferecidas 38 vagas, sendo 28 de ampla concorrência, para Recenseador. A taxa de inscrição é de R$ 25,77 e poderá ser paga pela internet ou em qualquer banco. As inscrições começam no próximo dia 23 e seguem até o dia 19 de março. O Recenseador recebe por produtividade. Para concorrer à função de recenseador, o candidato deve ter nível fundamental completo.

Também há oportunidades para os cargos de Agente Censitário Supervisor (ACS) e Agente Censitário Municipal (ACM) no município de São Fidélis. A remuneração é de R$ 2.100 para ACM e R$ 1.700 para ACS. Além do salário, ACM e ACS terão direito a auxílio-alimentação, auxílio-transporte, auxílio pré-escola, férias e 13º salário proporcionais, de acordo com a legislação em vigor e conforme o estabelecido no edital. As inscrições para ACM e ACS começam nesta sexta-feira (19) e vão até 15 de março. Para concorrer às funções, o candidato deve ter concluído o ensino médio. A taxa de inscrição é de R$ 39,49. No ato da inscrição, o candidato poderá escolher a área de trabalho e em qual cidade realizará a prova. Os quadros de distribuição das vagas estão disponíveis para consulta no site do Cebraspe, empresa organizadora dos processos seletivos (AQUI).

De acordo com o IBGE, as vagas são temporárias e os contratos terão duração prevista de três meses para a função de recenseador e de cinco meses para ACM e ACS, podendo ser renovados de acordo com as necessidades do IBGE e a disponibilidade orçamentária. A contratação temporária é regida pela Lei nº 8.745/1993. Os recenseadores são os profissionais que visitarão todos os domicílios do país, entrevistando seus moradores. Eles serão remunerados por produtividade, de acordo com a quantidade de residências visitadas e pessoas recenseadas, considerando ainda a taxa de remuneração de cada setor censitário, o tipo de questionário preenchido (básico ou amostra) e o registro no controle da coleta de dados. Para as vagas de nível médio, os mais bem colocados em cada município ocuparão a vaga de ACM, que será o responsável pela coordenação da coleta do Censo 2021 naquela cidade. Já o ACS supervisiona as equipes de recenseadores.

VEJA MAIS

VEJA MAIS