Com “Lua em Capricórnio”, cantor de Trajano de Moraes, Arthur Riguette apresenta seu talento ao público

A canção foi inspirada na adolescência do jovem cantor na cidade serrana. Ele já está gravando e produzindo a próxima música
Fotos: Divulgação

O talento apareceu ainda na infância quando o cantor Arthur Riguette, de 24 anos, de Trajano de Moraes, já era apaixonado por música e cantava sempre que podia. Esse ano, ele apresentou seu dom ao público através da música autoral “Lua em Capricórnio”, já disponível em todas as plataformas digitais. “Com 7 anos eu já escrevia algumas letras e poesias, mas não sabia exatamente como transformá-las em música. Além disso, era meio tímido. Depois, fiz aulas de piano por um período e aprendi sozinho a tocar violão, então ficou mais fácil colocar melodia nas letras que escrevia” – relatou o cantor. O jovem conta que é adotado, e que seus irmãos adotivos, apesar de não serem do mundo da música têm vozes muito boas. “Algumas irmãs já até cantaram em corais da igreja também. Além disso, dizem que minha avó biológica, que era uma mulher negra, tinha uma voz linda. Mas não cheguei a conhecê-la, então talvez seja uma mistura de DNA e influências de casa” – falou quando questionado sobre a influência de alguém da família na música.

Nas fitas e discos de vinil, que costumava ouvir com os irmãos mais velhos, na casa dos vizinhos ou com o pai, se encantou por bandas dos anos 80/90, além de clássicos dos anos 50. “Algumas das minhas bandas preferidas são Florence + The Machine, Dexys Midnight Runners e Silversun Pickups. Além das cantoras Lana Del Rey e Amy Winehouse. Gosto muito também do Frank Sinatra e no Brasil, da Maysa Matarazzo” – conta.

“Lua em Capricórnio”

Segundo Arthur, a música lançada em março deste ano foi escrita por ele em 2013. “A Lua em Capricórnio foi inspirada na minha adolescência na cidade de Trajano de Moraes. Ela fala sobre dificuldade em demonstrar sentimentos e sobre ser relativamente frio nos relacionamentos. Essa sempre foi uma questão pra mim. Então tentei colocar nela bastante do que vivi nesse período lá e transmitir pra quem fosse ouvir, como foi viver isso naquele ambiente de região montanhosa, com dias frios, nublados, chuva, altos pinheiros e velhas casas cheias de hortênsias azuis” – disse o jovem.

Carreira na música e planos futuros

Apesar da paixão pela música, o jovem viveu o dilema de seguir o sonho ou ter uma carreira convencional. “Eu passei muito tempo achando que precisava ter uma carreira convencional, e que se tivesse essa carreira, deveria abdicar da minha arte. Mas, esse ano, com tudo que aconteceu, eu pude colocar isso em perspectiva e perceber que não vale a pena não viver os seus sonhos por medo. A gente só tem uma chance de fazer tudo que queremos nesse mundo. Não dá pra desperdiçar, né? E eu tinha o sonho de fazer da minha vida uma obra de arte. Então decidi que já era hora” – frisou.

O jovem já está gravando e produzindo a próxima música, e acredita que até outubro ela já esteja disponível em todas as plataformas digitais. “Junto com a Lua em Capricórnio, já lançada, essa e mais outra música fazem parte de uma introdução ao público para a minha música, o meu estilo e gênero, pra só depois produzir e lançar um EP. E, enquanto esse período difícil que vivemos não passa, estou me preparando pra também fazer shows ao vivo e divulgar essas músicas que vou lançar!” – disse. Confira a música AQUI. Siga o cantor no Instagram: @arthurriguette.

VEJA MAIS

VEJA MAIS