Cláudio Castro anuncia abertura de leitos, chegada de mais vacinas e calendário único de imunização no estado

Estado deve receber mais 2 milhões de doses de vacina até o fim do mês. Governador anunciou a abertura de mais de 900 leitos para tratamento de pacientes com Covid-19 nas próximas duas semanas

O governador em exercício Cláudio Castro anunciou, em entrevista coletiva nesta quinta-feira (25/03), no Palácio Guanabara, a abertura de mais de 900 leitos para tratamento de pacientes com Covid-19 nas próximas duas semanas. A ampliação das vagas em hospitais do Estado do Rio é resultado da articulação do governador em reuniões realizadas com o Ministério da Saúde. “Minha ida a Brasília já deu frutos. Estamos estadualizando 560 leitos federais. Eu tinha até anunciado um número menor, mas o ministro da Saúde deu a ordem: além de 80 leitos abertos ontem, serão mais 480 até a semana que vem. Teremos mais 560 leitos, que farão com que essa nossa taxa de ocupação baixe bastante ao longo da semana”, explicou o governador.

Além dos leitos em hospitais federais, há ainda mais vagas em unidades de saúde estaduais e na rede privada. “Estamos aumentando os leitos estaduais. Temos uma perspectiva de 200 leitos estaduais a mais. Além disso, haverá mais um ingresso de 180 leitos da rede privada, após chamamento público”, completou Castro.

No combate contra o avanço da Covid-19 no estado, Cláudio Castro destacou, ainda, que recebeu do Ministério da Saúde a previsão de chegada de dois milhões de doses de vacinas para o Rio até o dia 31. Até agora, o estado já distribuiu para os 92 municípios 2.176.120 doses. Com a nova chegada, serão mais de 4 milhões de doses.  “Em Brasília, tivemos uma perspectiva de até 31 de março recebermos mais 2 milhões de doses de vacina. Com isso, dependendo da vacina que recebermos, talvez mais de 1,5 milhão de pessoas sejam imunizadas”, disse.

O governador anunciou também a criação de um calendário único estadual de vacinação. O objetivo é garantir a uniformidade na imunização em todas as regiões e a prioridade da população de maior risco. “Na segunda-feira, a pedido dos prefeitos, apresentaremos um calendário único de vacinação. Para que a população não precise ir em outro município, vacinamos em todos os municípios a mesma faixa etária”, explicou.

VEJA MAIS

VEJA MAIS