Chuva provoca deslizamentos de terra, desabamento de imóvel e quedas de árvores em Santa Maria Madalena

O acumulado nas últimas 72 horas no município é de 119.55 milímetros. O Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC) e o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) haviam alertado para possibilidade de chuva forte na região

As chuvas fortes que vem caindo em nossa região também provocaram transtornos em Santa Maria Madalena. Por lá, segundo a Defesa Civil, houve deslizamento de terra, desabamento de um muro e de um imóvel, além de quedas de árvores e de barreiras na zona rural, interrompendo o tráfego em estradas vicinais, deixando localidades isoladas. As estações do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais, o Cemaden, registraram 41.72 milímetros de chuva nesta quinta-feira (10) no bairro Arranchadouro, e 38.02 milímetros no Morro das Torres. O acumulado nas últimas 72 horas no município é de 119.55 milímetros.

continua após o vídeo

Na noite desta quinta-feira, um muro desabou e caiu sobre dois imóveis no bairro Arranchadouro. Um dos imóveis, uma quitinete, foi totalmente destruído. Já o outro, uma padaria, sofreu alguns danos. De acordo com a Defesa Civil, não havia ninguém nos dois imóveis. Também houve deslizamento de terra no Centro de Madalena e quedas de árvores em pontos do município. Na zona rural, as chuvas provocaram quedas de barreiras interrompendo o trânsito nas estradas. Ainda segundo a Defesa Civil, máquinas foram enviadas para os pontos com barreiras. Nesta sexta a Defesa Civil espera acessar, com ajuda das máquinas, a região de Barra Linda e Ribeirão Santíssimo.

continua após a imagem

O Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC) e o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) haviam alertado para a possibilidade de chuva forte em cidades das regiões Norte, Noroeste e Região Serrana. Segundo os alertas, a chuva poderia vir acompanhada de rajadas de vento, raios e até granizo. A chuva poderia ser entre 30 e 60 mm/h ou 50 e 100 mm/dia para cidades das regiões Norte e Noroeste, e entre 20 a 30 mm/h ou até 50 mm/dia na Região Serrana, além de ventos intensos (60-100 km/h).

VEJA MAIS

VEJA MAIS