sexta-feira , 30 outubro 2020

Casa afetada por rompimento de tubulação passa por obras

SAM_0558
Fotos: Manuela Escalla

As obras na residência que foi afetada com o rompimento na tubulação da CEDAE no dia 23 de Julho, devem terminar até o fim dessa semana, segundo o coordenador da CEDAE. Nossa equipe esteve na residência dias após o incidente e conversou com a senhora Maria José de Sousa Gonçalves, de 56 anos, onde a mesma reclamou da demora do início da obra de responsabilidade da concessionária e que todos estavam com medo de um novo desmoronamento.

“Perdemos muitas coisas: alimentos, objetos pessoais e de trabalho. Meu marido procurou um advogado e vamos contratar um pedreiro para  fazer o serviço e posteriormente levaremos a conta para a CEDAE pagar. Eles até explicaram que demoraria para começar a obra, mas não imaginava que seria tanto assim, sou lavadeira e dependo desse espaço para trabalhar, e também os pedestres reclamam muito por terem que passar pela rua, nesse lugar perigoso.” Disse dona Maria José.

SAM_0561Segundo o coordenador da CEDAE, Jelber Barros de Andrade, a obra que começou no dia seguinte a publicação da matéria, só poderia ser feita com a conclusão do laudo da Defesa Civil.  Na mesma semana em que a tubulação se rompeu, a Defesa Civil informou que após averiguação na residência, foi constatado que as casas de cima e a de baixo onde o muro desabou, não apresentaram risco de qualquer espécie.

Ainda de acordo com o coordenador, está sendo feito uma obra de contenção com pedra e concreto, além do reparo na calçada que desabou. Já a parte do buraco que se formou no asfalto, é de responsabilidade da prefeitura.

Mais do SFn