quinta-feira , 29 outubro 2020

Campista conquista cinturão dos leves do MMA no Peru

SDFGGGHJKLÇ
Fotos: Arquivo pessoal

Bastaram apenas 52 segundos para que o faixa preta de jiu-jitsu e lutador de Mixed Marcial Arts (MMA) da Arena Champs/Nov União Ary Santos finalizasse o peruano Yesus El Dogo Morán, com um triângulo de mão. Com a vitória, o atleta pôs o cinturão dos pesos leves do 300 Sparta na mala e já está trazendo para Campos.

Aos 29 anos, Ary Santos, que fez sua estreia em eventos internacionais e já é detentor do cinturão da mesma categoria no “Super Heroe”, avança mais um degrau na sua carreira, depois de já ter passado por outros eventos nacionais de grande porte, como o Jungle Fight.

E para quem pensa que depois da vitória vem o descanso se engana, Ary Santos está cada vez mais focado e de olho em voos mais altos, rumo ao Ultimate Fight Championship (UFC), competição que já conta com um campista, o vencedor do primeiro The Ultimate Fight (TUF) realizado no Brasil, Leo Santos, atleta da Nova União. Os empresários do atleta já estão trabalhando um possível contrato com a organização.

Ary Santos deixa o Peru na sexta-feira (01/04) e deverá chegar na planície na próxima segunda, para comemorar mais essa vitória. No facebook, o atleta já coleciona mensagens de familiares, amigos e fãs que confiaram no seu potencial.

WEQRDTFYUHO“Você não imagina o orgulho que sinto de você irmão, sem palavras para descrever tamanha felicidade que estou sentindo. Enfim, demos mais um passo, subimos mais um degrau, colocamos mais um tijolo em nossa obra, Rsrs… Tenho certeza que vamos chegar onde desejamos,falo assim por que você sabe que seus sonhos são meus sonhos,traçamos esse objetivo a alguns anos atrás e seguimos com fé atrás dele, vamos continuar nosso trabalho que esse já passou e agora que venha o próximo, ninguém te segura Ary Santos por que você nasceu para brilhar, sempre falei isso!!!!!, comemorou um de seus treinadores e maior incentivado Leandro Sete Bala, na rede social.

Ao atleta, que já foi motoboy e sabe o quanto custa chegar ao topo, coube a humildade de agradecer àqueles que estiveram ao seu lad incentivando em mais uma vitórias de muitas que já teve e ainda terá na carreira.

“Quero agradecer primeiramente a Deus pela vitória agradecer a minha mulher Amanda Aguiar meu irmão Istayne Santos Ary minha mãe linda minha sogra linda Mariana Maciel de Aguiar, a todos meus amigos e amigas alunos e alunas, meus amigos de treino em geral a esse camarada que sempre lutou pela minha felicidade me apoia sempre o cara que fez o Ary Santos, Sete Bala, meu pai que Deus me deu. Agradeço por todo apoio que me deram esse tempo que estou fora do país,a cinta vai pra campos ela é nossa osssss ossss.” Comemorou Ary.

Fonte: Assessoria de Comunicação

Mais do SFn