Cadê a ambulância que tava aqui? Moradores de Itaocara e Aperibé questionam retirada de ambulância dos Bombeiros

Na quinta-feira passada, a ambulância que estava no destacamento de Itaocara foi apresentada para a população de Bom Jesus. DBM de Itaocara também atende Aperibé e parte de outras três cidades

Moradores de Itaocara, no Noroeste Fluminense, estão usando as redes sociais para cobrar das autoridades políticas e do Corpo de Bombeiros a implementação de uma guarnição com ambulância no destacamento do município, que também atende Aperibé e trechos de Cambuci, Cantagalo e São Sebastião do Alto. Desde a inauguração até os dias atuais (40 anos), o destacamento nunca teve uma ambulância. O atendimento de socorro ultimamente era prestado de forma improvisada através da viatura ATE – Auto Tático de Emergência, que é destinada ao transporte de pessoal e materiais destinados às operações diversas de busca e salvamento, combate a incêndio e atendimento pré-hospitalar, mas ela não está mais no destacamento.

Nos últimos meses, lideranças políticas de Itaocara começaram a correr atrás e pedir ajuda a outros políticos para que o destacamento do município pudesse receber uma ambulância, até que no dia 25 de janeiro, uma viatura chegou ao Destacamento 1/21 do Corpo de Bombeiros deixando a população com um sinal de esperança de que o problema estaria sendo resolvido (foto abaixo), mas não foi o que aconteceu. Segundo o vereador Maycon Omecias, a viatura ficou guardada esperando liberação de efetivo para atuar na ASE – Auto Socorro de Emergência, só que a história teve uma reviravolta. A viatura que estava no destacamento de Itaocara foi levada para o destacamento de Bom Jesus do Itabapoana, e apresentada à população daquela cidade na última quinta-feira, dia 25.

continua após a imagem

Ou seja, atualmente o Destacamento de Itaocara tem apenas uma viatura para fazer atendimentos às ocorrências nessas cidades, sendo um Auto Bomba Salvamento, veículo que contém bomba de incêndio e equipamentos. Diante de diversas reclamações de moradores de Aperibé e de Itaocara, o SF Notícias procurou o Corpo de Bombeiros para tentar entender o que estava acontecendo e saber quando esses municípios passarão a ser atendidos por uma ambulância da corporação, mas a resposta nos surpreendeu. Segundo o Corpo de Bombeiros, a viatura ASE estava parqueada no estacionamento do destacamento de Itaocara por motivos logísticos. Ainda de acordo com a nota, a região recebeu recentemente cinco viaturas que, de acordo com as estatísticas operacionais, suprem as demandas da localidade. As cinco viaturas citadas pelo Corpo de Bombeiros foram destinadas aos municípios de Campos (2), São João da Barra, Cambuci e São Fidélis. Nenhuma delas atende a área do destacamento de Itaocara, sendo assim, não suprem as demandas como disse o Corpo de Bombeiros. O fato é que a população de Aperibé, Itaocara e dos demais municípios atendidos pelo DBM 1/21 vão continuar sem ambulância.

VEJA MAIS

VEJA MAIS