Bom Jardim, Cantagalo, Cordeiro, Duas Barras, Friburgo e Macuco recebem vacinas contra Covid-19 e Gripe

Santa Maria Madalena, São Sebastião do Alto e Trajano de Moraes também receberam as vacinas. Mesmo com tempo nublado e chuva na Região Serrana, estado manteve entrega das vacinas; helicóptero pousou no Parque de Exposições de Cordeiro
Imagens: SF Notícias

A Secretaria de Estado de Saúde (SES), através da Subsecretaria de Vigilância em Saúde (SVS), iniciou nesta segunda-feira (12) a entrega de 555.600 doses de vacina contra influenza aos 92 municípios do estado. Também estão sendo distribuídas 158.250 doses da vacina Oxford/Astrazeneca contra Covid-19. As cidades do Rio, Niterói, São Gonçalo e Maricá retiraram as doses em caminhões e vans, na Coordenação Geral de Armazenagem (CGA) da SES, em Niterói. Já para os outros 88 municípios, a distribuição está sendo realizada por seis helicópteros, sendo dois do Governo do Estado, um da Secretaria de Estado de Polícia Civil, dois do Corpo de Bombeiros e um da Secretaria de Estado de Polícia Militar. As aeronaves vão transportar 72.440 doses de Oxford/AstraZeneca e 264.300 doses contra a gripe.

Aqui na nossa região, as aeronaves vão pousar em Macaé, Cordeiro, Campos, Itaperuna e Miracema, municípios que estão servindo como base para distribuição das vacinas na região. Um representante de cada prefeitura vai até o local onde o helicóptero pousa e pega as doses. A aeronave que pousou em Cordeiro na manhã desta terça, por exemplo, também levava vacinas para Bom Jardim, Cantagalo, Carmo, Duas Barras, Macuco, Nova Friburgo, Santa Maria Madalena, São Sebastião do Alto e Trajano de Moraes. Já a que pousa em Campos, também leva doses para Cardoso Moreira, São Fidélis, São Francisco de Itabapoana e São João da Barra.

Vacinação contra gripe
A vacinação contra influenza ocorre em três etapas, e a expectativa é que sejam imunizadas 6,8 milhões de pessoas, o que corresponde a 90% dos grupos prioritários, como crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, puérperas, entre outros. O médico sanitarista da SES Alexandre Chieppe explica que a pessoa que teve Covid-19 pode se vacinar contra influenza. “São duas doenças completamente diferentes. O único cuidado é para que os dois imunizantes não sejam aplicados de forma simultânea. Foi definido em âmbito nacional que a vacina prioritária, neste momento, é a contra Covid, mas é necessário aguardar 15 dias entre a aplicação de uma e outra” – afirmou ele. Confira as fases de vacinação contra gripe:

VEJA MAIS

VEJA MAIS