Bebê de São Fidélis diagnosticado com câncer precisa de ajuda

Sem poder trabalhar e com outros filhos para cuidar, a mãe do pequeno Luis Phellipe busca ajuda para custear itens de necessidade básica do bebê, que está internado no Rio. Também são necessárias doações de sangue

A vida do pequeno Luis Phellipe Cortes Silva mudou quando ele tinha apenas meses de vida e foi diagnosticado com câncer. O menino, hoje com 1 ano e 10 meses, segue internado fazendo tratamento no Hospital Federal dos Servidores do Estado. Ao SF Notícias, a mãe do bebê, Natalia Ângelo Côrtes, moradora de Usina Pureza, falou sobre como descobriu que o filho tinha câncer.

“Com dois meses de vida começou crescendo um caroço no nariz dele. Eu sempre levei nos médicos e disseram que ele não tinha nada. Isso (o caroço) foi crescendo ao longo do tempo. No ano passado começou a piorar. Levei ele em São Fidélis, porque ele se sentiu mal e a médica encaminhou pra um especialista. Marquei uma consulta e o médico disse que não era nada. Foi passando, ele não conseguia respirar porque o caroço ia crescendo, ele teve um sangramento no nariz, levei ele de novo no hospital. A Dra. Patrícia viu, me deu um encaminhamento, fui no SUS e consegui marcar a consulta aqui no Rio com especialista” – conta Natalia.

Tem Instagram ❓❓ Siga o SF Notícias no Insta > @sfnoticias

O pequeno Luis Phellipe realizou uma tomografia e Natalia levou o resultado para os médicos no Rio, que diagnosticaram o tumor – rabdomiossarcoma – e encaminharam para o cirurgião. Entretanto, Luis Phellipe fez exames que apontaram anemia, o que impediu a realização da cirurgia. “O médico me passou para a pediatra, que disse que ele não podia fazer cirurgia enquanto não melhorasse a anemia. Nisso ele teve outro sangramento, estava com plaquetas baixas” – relembra a mãe.

Em maio deste ano, ao retornar ao Rio, o menino precisou ficar internado, realizou transfusão de sangue e biópsia de medula óssea. Segundo Natalia, infelizmente o câncer se espalhou para os ossos, medula e próximo ao pulmão. “O câncer dele não tem cura. Ele vai fazer quimioterapia para o resto da vida” – conta. Sem poder trabalhar e com outros filhos para cuidar, que no momento estão com a avó em São Fidélis, Natalia busca ajuda para os gastos com o filho, como fraldas e outros itens de necessidade básica. Para os interessados em ajudar o PIX é 15521716718 e o contato é (22) 98181-4996. Também são necessárias doações de sangue que podem ser feitas no Banco de Sangue do HFSE, Rua Sacadura Cabral, nº 178, no Centro do Rio.

VEJA MAIS

VEJA MAIS