Após morte do proprietário, cães são resgatados em Campos

Os cães foram encontrados acorrentados, mas estavam sendo alimentados pelos vizinhos do imóvel e foram encontrados em boas condições de saúde

Agentes do Centro de Controle de Zoonoses (CCCZ) resgataram dois cães que estavam em um imóvel no bairro Jockey Club, em Campos. Os animais, um total de três, estavam no local desde que o proprietário morreu, na semana passada. Ele passou mal e acabou morrendo em uma rua do município. Após publicações de vizinhos nas redes sociais pedindo o resgate dos cães e de imagens compartilhadas que mostravam os animais ao lado do corpo do dono, os agentes do CCZ foram até o imóvel para resgatar os animais.

Tem Instagram ❓❓ Siga o SF Notícias no Insta > @sfnoticias

“Assim que tivemos o conhecimento que os animais estavam no local, iniciamos o processo para resgatá-los, mas quando chegamos ao imóvel o portão estava fechado com cadeado. Conversamos com os vizinhos, que localizaram o proprietário da residência e, depois de quatro tentativas, conseguimos resgatar dois cães. Um terceiro cão conseguiu fugir”, explicou o diretor do CCZ, Carlos Morales. Os agentes vão voltar ao local para resgatar o animal que havia fugido. Morales explica que o resgate dos animais só foi possível, pois o proprietário do imóvel permitiu a entrada da equipe do CCZ. “Nós não temos poder de polícia e, por isso, não podemos adentrar em imóveis particulares sem autorização”, disse. Os cães foram encontrados acorrentados na residência onde seu proprietário, identificado pelos vizinhos como “Seu Zé”, morou.

Os cães estavam sendo alimentados pelos vizinhos do imóvel e foram encontrados em boas condições de saúde. Levados para o CCZ, os animais passaram por atendimento veterinário, serão vacinados e vermifugados e, posteriormente, encaminhados para adoção. Caso algum parente do “Seu Zé” queira adotar os animais, também pode fazer contato com o CCZ que fica na Avenida Presidente Vargas, nº 180, Pecuária, das 8h às 17h, e iniciar o processo de adoção responsável.

VEJA MAIS

VEJA MAIS