Após 7 anos, Padre Gaspar, idealizador de projetos que reuniam milhares de pessoas, deixa paróquia em S. Fidélis

Padre Gaspar, que tem quase 22 anos de Ordenação Sacerdotal, idealizou a Bike Romaria até o Santuário Nacional de Aparecida; reuniu milhares de fiéis com o Terço dos Homens e das Mulheres, e nas cavalgadas de Nossa Senhora, entre outros projetos
Foto: SF Notícias

Na última semana um comunicado surpreendeu moradores de São Fidélis, no Norte Fluminense. A notícia da transferência do Padre Gaspar Pelegrini, tão querido no município, pegou muitos de surpresa. O padre, que teve que se ausentar de suas funções sacerdotais por motivos de saúde, e era pároco de Paróquia Pessoal de Nossa Senhora Aparecida e São Fidélis, agora colaborará no apostolado em Nova Iguaçu. Segundo comunicado da Administração Apostólica Pessoal São João Maria Vianney, o Padre Adriano Alves Botura, atual Administrador Paroquial da Paróquia Pessoal de Nossa Senhora das Graças, em Natividade, assumirá como Administrador Paroquial da Paróquia Pessoal de Nossa Senhora Aparecida e São Fidélis. O Padre Gaspar ficou 7 anos dos seus quase 22 anos de Ordenação Sacerdotal à frente da Paróquia de Nossa Senhora Aparecida.

Legado em São Fidélis
Desde julho de 2014, quando assumiu como pároco, o padre reuniu milhares de fiéis com projetos dentro e fora da Igreja. Em entrevista ao SF Notícias em 2019 ele afirmou que, em realidade nunca quis ser outra coisa a não ser Padre. Entre os projetos idealizados estão o Terço dos Homens e das Mulheres, que levou cerca de 4 mil pessoas às ruas em um dos encontros, em 2015. As cavalgadas de Nossa Senhora Aparecida, evento que se tornou tradicional na cidade, que reunia centenas de cavaleiros e amazonas de toda a região também foi um dos marcos do padre como administrador paroquial. Sem dúvidas, o Padre Gaspar foi um dos propulsores para o crescimento do pedal no município e região, através das bike romarias. A maior delas, a Bike Romaria até o Santuário Nacional de Aparecida, em São Paulo.

Fotos: arquivo pessoal/ Padre Gaspar

Devido à pandemia, a última edição da Bike Romaria, a 2ª, ocorreu em agosto de 2019 e o desafio foi ainda maior. Além dos mais de 500 quilômetros até o Santuário, doze integrantes do grupo voltaram sobre duas rodas, ou seja, pedalaram mais de 1000 km em apenas uma semana. Naquele ano o grupo também teve pela primeira vez a presença de uma mulher. Além desses eventos, ele percorria as ruas com a imagem do menino Jesus, no tempo de Natal, abençoando os moradores, e também com a imagem de Nossa Senhora, no mês da padroeira.

Em 2019 o padre falou sobre o acolhimento dos fidelenses com seus projetos e como se sentia feliz com isto. “O povo de São Fidélis tem uma grande capacidade abraçar projetos e acolher iniciativas. Grande parte da vida de nossa Paróquia se deve a esta qualidade dos fidelenses. Foi assim com o Terço dos Homens, o Terço das Mulheres, as Cavalgada da Padroeira, a Bike Romaria, mas também nas atividades “rotineiras” da Paróquia. Sinto-me muito feliz por até hoje, ter recebido o apoio e engajamento de todos em tudo que propus à comunidade. Destaco também o carinho com as pessoas que acolhem o padre nas visitas aos bairros por ocasião do tempo do Natal. O carinho e o espírito de fé compensam o calor e o cansaço destas visitas” – disse o padre. Nas redes sociais, dezenas de moradores e paroquianos lamentaram a saída do padre e pediram sua volta.

VEJA MAIS

VEJA MAIS