segunda-feira , 19 outubro 2020
O município foi um dos que mais sofreu com os incêndios. Foram 119 queimadas que destruíram cerca de 140,47 hectares

Após 129 dias sem chuva, Miracema já registra 66% da média para o mês e deslizamento de terra

Incêndio em área de preservação em São Fidélis

Chove desde ontem (25/09) em várias cidades do estado, um alívio para muitos municípios que enfrentaram mais de três meses sem uma chuva significativa e incêndios, que destruíram várias áreas de vegetação, e até mesmo áreas de preservação ambiental, como em São Fidélis. Mas, ao mesmo tempo em que traz alívio, a chuva constante gera preocupação. Com o solo bastante encharcado fica mais fácil de ocorrer os deslizamentos de terra. Miracema, no Noroeste Fluminense, ficou 129 dias sem registrar uma chuva significativa, mas nesta quinta (26) o município registrou um pequeno deslizamento. De ontem para hoje já choveu 26 milímetros na cidade, o equivalente a 66% do esperado para o mês.

Segundo o coordenador da Defesa Civil de Miracema, Cláudio Martins, o deslizamento ocorreu na Rua Pedro Elidio, no bairro Nossa Senhora de Fátima. Nenhum imóvel foi atingido, mas a estrutura da rua foi danificada e parte da via precisou ser interditada devido ao risco do peso dos veículos provocar novos deslizamentos. A Secretaria de Obras foi acionada. Os incêndios no município destruíram cerca de 140,47 hectares. Não existe uma estimativa de quantos animais morreram nas queimadas, mas durante o combate, os agentes encontraram 13 animais queimados. A maior parte eram cobras.

Mais do SFn