quinta-feira , 22 outubro 2020
Foto: Dado Ruvic/Reuters

Anvisa alerta sobre suposta venda de vacina falsificada contra Covid-19 no RJ A Anvisa ressalta que não há, no momento, nenhuma vacina contra a Covid-19 autorizada para ser comercializada e utilizada pela população brasileira. Cidadão não deve comprar e utilizar qualquer vacina que tenha alegação de prevenir a doença

A Anvisa ressalta que não há, no momento, nenhuma vacina contra a Covid-19 autorizada para ser comercializada e utilizada pela população brasileira. Cidadão não deve comprar e utilizar qualquer vacina que tenha alegação de prevenir a doença

Foto: Divulgação

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou em seu site oficial que recebeu denúncia sobre a suposta comercialização irregular de vacina contra a Covid-19 através de seus canais oficiais, indicando que estaria sendo disponibilizada por uma empresa localizada em Niterói, no estado do Rio, a vacina de Oxford contra a Covid-19. A denúncia foi apresentada no último dia 25 de setembro e, segundo a Anvisa, no mesmo dia houve avaliação e encaminhamento formal para a Direção Geral da Polícia Federal. Segundo a agência, não há, no momento, nenhuma vacina contra a Covid-19 autorizada para ser comercializada e utilizada pela população brasileira. Até que seja autorizado pelo Anvisa, a população não deve comprar e utilizar qualquer vacina que tenha alegação de prevenir a Covid-19. (continua após a publicidade)

A Anvisa esclarece que existem no Brasil vacinas contra a Covid-19, exclusivamente para uso em estudos clínicos, e que não há permissão para comercialização e distribuição dessas vacinas. A agência esclarece ainda que existem equipes responsáveis pela avaliação de denúncias e pelo levantamento de evidências das supostas irregularidades ocorridas. “Após as investigações iniciais podem ser tomadas medidas de caráter preventivo para proteger a saúde da população, bem como podem ser realizadas ações de fiscalização in loco ou requisição de apoio de autoridades policiais quando há suspeição de ocorrência de crimes, como é o caso dessa vacina” – destaca. O encaminhamento de denúncias pode ser feito pelo link https://gov.br/anvisa, acessando a Ouvidoria da Anvisa, e também pelo telefone 0800 642 9782.

Mais do SFn