Ano letivo da rede estadual do RJ começa na próxima segunda, dia 8

A partir do dia 1º de março começam as aulas no modelo híbrido, remoto e presencial, com turmas em sala de aula em dias alternados

A segunda-feira (08) marca o início do ano letivo de 2021 na rede estadual de ensino. Ao longo de fevereiro, as escolas estarão acolhendo os alunos em grupos e em horários pré-agendados para a realização de uma avaliação socioemocional. O diagnóstico é inédito e tem o objetivo de entender como está o aluno, sua motivação e expectativas, após quase um ano fora da sala de aula. Durante a ida dos estudantes às unidades, também serão entregues o plano de estudo do semestre e o material pedagógico impresso.

“O mês de fevereiro será de preparação pedagógica e de acolhimento da comunidade escolar. É um momento importante, especialmente para os alunos, já que a maior parte deles passou quase um ano afastado e precisa reestabelecer o vínculo com os professores, diretores e colegas. Tudo será feito com muita segurança. Nossas unidades estão com os protocolos sanitários implementados e as unidades farão o agendamento dos grupos de alunos para evitar qualquer aglomeração”, explica o secretário de Estado de Educação, Comte Bittencourt. Os kits alimentação também serão entregues por agendamento direto com as unidades.

Volta às aulas
A partir do dia 1º de março começam as aulas na rede estadual no modelo híbrido (remoto e presencial, com turmas em sala de aula em dias alternados) ou somente remoto, dependendo das orientações do Comitê Científico e das autoridades de saúde.

Concurso
O Governo do Estado também anunciou a realização de concurso público do magistério para 500 vagas – para preenchimento imediato de cargos em vacância – para o cargo de Professor Docente I, com carga horária de 16h semanais. Até março, será lançado o edital. Outras 3.500 vagas serão destinadas para cadastro de reserva. Esses profissionais deverão assumir as turmas no segundo semestre deste ano, em locais e disciplinas onde houver carência de profissionais, ou ainda, em substituição às vagas decorrentes de horas-extras, que são as GLPs (Gratificações por Lotação Prioritária).

VEJA MAIS

VEJA MAIS