sexta-feira , 18 setembro 2020
Foto: Pixabay

Amor em tempos de isolamento: psicóloga dá dicas para lidar com conflitos e celebrar Dia dos Namorados “Por mais difícil e triste que seja a realidade que estamos vivendo, esse também é o momento mais oportuno para estreitar os nossos laços afetivos com aqueles que mais amamos" - destaca a profissional

“Por mais difícil e triste que seja a realidade que estamos vivendo, esse também é o momento mais oportuno para estreitar os nossos laços afetivos com aqueles que mais amamos" - destaca a profissional

Foto: Arquivo pessoal

Com o isolamento social, os relacionamentos de muitos casais foram colocados à prova. Se de um lado essa é uma situação capaz de trazer de volta o relacionamento familiar há muito esquecido, de outro é também um momento em que as diferenças se destacam, como explica a psicóloga Erlane Ventura. “Surgem discussões, muitas delas fruto do estresse enfrentado por quem não estava mais acostumado a ficar junto” – argumenta. Ela afirma ainda que as relações entre os casais que já apresentavam problemas, podem sofrer acirramentos e, consequentemente, gerar conflitos. Nesse caso, o melhor é tentar dialogar, mas se houver algum tipo de violência doméstica, a vítima precisa buscar amparo policial, pedindo a proteção devida. “O que realmente importa é que as pessoas se respeitem, se tolerem, a fim de deixar mais leve esse período. E não deixa de ser uma boa oportunidade para repensar os relacionamentos familiares. Precisamos reafirmar que o mais seguro é ficar em casa e da melhor forma possível” – ressalta. (continua após a publicidade)

A psicóloga também destaca outro ponto que pode gerar discussões, a divisão das tarefas do lar. “Todos devem dar sua contribuição para manutenção de um ambiente limpo e saudável, todos podem contribuir, principalmente, com a divisão das tarefas domésticas e também no cuidado com as crianças, dessa forma, ninguém ficará sobrecarregado. Além disso, as questões devem ser tratadas com diálogo, tolerância e muito respeito” – salienta. E se antes uma das principais reclamações era a de falta de tempo para fazer atividades juntos ou estar com a pessoa, mesmo que de forma virtual, agora, isso não existe mais. A profissional afirma que é justamente nesse momento que chega a oportunidade para olharmos o que está à nossa disposição de forma calma, para conseguirmos alcançar o equilíbrio. Um momento em que, mais do que nunca, precisamos do outro e de nós mesmos, que pode ser usado para que as pessoas se unam ainda mais a quem amam. “Por mais difícil e triste que seja a realidade em que estamos vivendo, esse também é o momento mais oportuno para estreitar os nossos laços afetivos com aqueles que mais amamos. Isolamento social não é isolamento afetivo” – salienta.

Em clima de Dia dos Namorados, a psicóloga dá dicas para melhorar as relações durante a pandemia. “Reveja as fotos de momentos felizes, é saudável para o casal relembrar esses momentos; programe uma noite de filmes. Para os casais que moram juntos fica fácil: basta escolher um lugar bem aconchegante e preparar a pipoca. Quem estará longe pode escolher o filme, combinar o horário e assistir juntos” – indica. Outras sugestões são curtir as lives (transmissões de vídeo ao vivo), que muitos artistas irão realizar nesta sexta (12/06); além do tradicional jantar. Para aqueles que estão na mesma casa, a dica é cozinhar juntos, o que traz uma maior aproximação entre o casal. “Se estiver distante do seu amado, uma ideia é fazer chamada de vídeo enquanto ambos preparam o jantar. Use a criatividade a seu favor. O mais importante é poder compartilhar um momento especial com quem você ama e continuar cultivando o amor, independente da distância” – enfatiza. A profissional está realizando lives frequentemente sobre temas de relevância na atualidade, além de atendimento online: (22) 9-9201-4891. Suas redes sociais são Facebook: psicologaerlaneventura e Instagram: @psicologaerlaneventura.

Mais do SFn