Acumulado de chuva ultrapassa 70 mm em Cambuci, Cardoso Moreira e Italva nas últimas 24 horas

Inmet e CPTEC haviam alertado para a possibilidade de chuva forte na região nesta quarta (11). Estação do CEMADEN em Cambuci registrou 91 milímetros, o maior volume registrado na região
Fotos: SF Notícias

A circulação dos ventos em vários níveis da atmosfera contribuiu para a formação de muitas nuvens carregadas no estado do Rio de Janeiro entre a tarde e a noite desta quarta-feira (11/11). Pela manhã, órgãos de meteorologia já haviam alertado para a possibilidade de tempestades – chuva forte, acompanhada de raios, rajadas de vento e até granizo – em cidades do Norte, Noroeste e Serra do Rio. Na região, os municípios de Cambuci, Cardoso Moreira e Italva foram os que registraram os maiores acumulados de chuva. Em Cambuci, a estação meteorológica do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (CEMADEN), localizada no Centro da cidade, registrou um acumulado de 90.2 milímetros entre às 18h desta quarta e 5h desta quinta.

O segundo maior volume de chuva foi registrado pela estação de Catarino, em Cardoso Moreira. Lá, choveu 78.2 milímetros nas últimas 24 horas. Também choveu forte em Italva. A estação do CEMADEN em São Caetano registrou 70.6 milímetros entre às 20h de ontem e 6h da manhã de hoje. Para esta quinta-feira (12), o Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC) emitiu um novo aviso para risco de tempestades na região. Segundo o órgão, podem ocorrer chuvas localmente fortes acompanhadas de descargas elétricas e rajadas de vento pontuais. As pancadas de chuva poderão ser de curta duração, porém localmente intensas.

VEJA MAIS

VEJA MAIS