Acidente com carreta de produto químico: Prefeitura de Itaperuna diz que não houve contaminação do Rio Muriaé

O Centro Estadual de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais chegou a divulgar uma nota de alerta para possível contaminação do Rio Muriaé, mas segundo a Prefeitura de Itaperuna, não houve contaminação

imagens: Rádios Muriaé

A Prefeitura de Itaperuna divulgou uma nota afirmando que não houve contaminação do Rio Muriaé devido a um acidente com uma carreta que transportava produto químico. O acidente aconteceu na madrugada desta terça-feira (26/10) na BR-356, em um local conhecido como “Ponte do Muratóri”, próximo ao município de Patrocínio do Muriaé, em Minas Gerais.

O motorista da carreta não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Um outro ocupante da carreta foi socorrido. Os dois chegaram a ficar presos às ferragens. A carreta transportava 32.420 kg de monoetilenoglicol, produto usado para produção de poliéster, anticoagulante e líquido de arrefecimento.

continua após a imagem

Possível contaminação
O Centro Estadual de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais, o Cemaden-RJ, chegou a divulgar uma nota de alerta para possível contaminação do Rio Muriaé, já que havia possibilidade de o produto ter atingido um curso de água que passa pelo trecho e deságua no Rio Muriaé. Equipes do Núcleo de Emergência Ambiental (NEA) e do Instituto Mineiro de Gestão das Águas (IGAM) de Minas Gerais estão fazendo análises e monitorando esse curso.

Em nota enviada ao SF Notícias, a Prefeitura de Itaperuna, através das Secretarias de Defesa Civil e do Ambiente, juntamente com a Defesa Civil do Estado do Rio de Janeiro, Corpo de Bombeiros do Estado de Minas Gerais e CEDAE, informou que as águas do Rio Muriaé não foram contaminadas com o produto monoetilenoglicol. “As autoridades e órgãos competentes estão monitorando a situação e estão sendo feitos testes na água distribuída pela CEDAE, e até o momento não foi verificada nenhuma contaminação. Essas ações preventivas e monitoramento continuarão o tempo que for necessário”, diz a nota.

A Prefeitura de Italva também divulgou uma nota dizendo que “análises da água do Rio Muriaé estão sendo realizadas constantemente pela CEDAE do nosso município, assim como nos municípios a montante, e até o momento, indicam que não houve qualquer tipo de contaminação”.

VEJA MAIS

VEJA MAIS