A partir de junho, pão francês só poderá ser comercializado por quilo, determina Inmetro

Alguns estabelecimentos comercializam o tradicional "pão de sal" por preço unitário. Preço do quilo do produto deverá ser afixado próximo ao balcão de venda, em local de fácil visualização pelo consumidor

Imagem: Supermercado Fluminense

Ele é o personagem principal do café da manhã – ou da tarde – dos brasileiros e a partir do dia 1° de junho, o tradicional pão francês (ou pão de sal) deverá ser comercializado apenas pelo peso e não mais por valor unitário. As determinações sobre como o produto deve ser comercializado constam de uma portaria do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) publicada hoje (23), no Diário Oficial da União.

De acordo com a portaria, o preço do quilo do produto deverá ser afixado próximo ao balcão de venda, em local de fácil visualização pelo consumidor, além de ser grafado com dígitos de pelo menos 5 centímetros de altura. A portaria determina ainda que a balança a ser utilizada deve ter, como característica, um medidor com divisão igual ou menor a cinco gramas, além da indicação de peso e preço a pagar.

VEJA MAIS

VEJA MAIS