sexta-feira , 18 setembro 2020
O Vereador Higor Porto fez um requerimento, que foi aprovado por unanimidade pela Câmara de Vereadores, convocando o secretário de serviços públicos para dar explicações sobre a falta de iluminação pública na cidade

Viu alguma coisa? Não parece, mas é a ponte de Pureza. Moradores de S.Fidélis reclamam da falta de iluminação pública

Postes apagados na Avenida Emygdio Maia Santos

A taxa todo mês é cobrada. Uns pagam quase R$ 20,00 ou mais, e em alguns meses, ela é maior do que o consumo. Estamos falando da taxa de iluminação pública. Em São Fidélis, moradores pagam pela iluminação e ficam no escuro. São dezenas de postes com lâmpadas queimadas por toda a cidade. O problema atinge todas as ruas, não só os bairros mais afastados do Centro. Em uma das ruas da Ipuca, segundo um morador que não quis se identificar, são seis postes apagados. Moradores também questionam a força das lâmpadas que estão acesas; segundo eles, elas não iluminam nada. Na noite de ontem (26), nossa equipe contou cinco postes sem iluminação na Avenida Emygdio Maia Santos, uma das principais vias da cidade. A ponte que liga Angelim à Pureza, por exemplo, está totalmente no escuro, e olha que essa não é a primeira vez que falamos sobre essa situação na ponte. (continua após a publicidade)

Foto: Ramon Cardozo

“Pasmem! Essa foto é exatamente a real situação da iluminação da ponte que conecta Pureza ao Angelim. Pra quem passa por ela de carro ou moto, talvez não perceba tamanho descaso, mas pense numa pessoa que precisa atravessá-la caminhando ou de bicicleta? Faça o teste! Desligue os faróis ao passar por ela”, postou um morador do distrito. A falta de iluminação ou a baixa luminosidade das lâmpadas que estão acesas vem gerando insatisfação entre os moradores. Nosso WhastApp  – (22) 9.8181-3636 – tem recebido mensagens quase todos os dias de moradores reclamando da falta de luz nas ruas e até em praças. Diante de tantas reclamações, o Vereador Higor Porto fez um requerimento, que foi aprovado por unanimidade pela Câmara de Vereadores, convocando o secretário de serviços públicos, Alessandro Miquelan, para dar explicações sobre a falta de iluminação pública na cidade. O secretário foi convocado para estar na Câmara no próximo dia 04 de dezembro. Ele também será questionado sobre o estoque de lâmpadas e o contrato de aluguel que a Prefeitura possui com a empresa dona do caminhão que faz o serviço na cidade no valor de R$ 95.760, que foi assinado em junho do ano passado. (continua após a publicidade)

Nossa produção questionou a Prefeitura de São Fidélis sobre a falta de iluminação pública em diversos pontos da cidade. Em nota a assessoria de imprensa informou que a “partir de amanhã, a Prefeitura estará com uma força tarefa com duas equipes solucionando o problema de iluminação em toda cidade, inclusive na ponte de Pureza. Com novos materiais que chegaram, este trabalho será agilizado“. Também questionamos o fato de o caminhão alugado pela Prefeitura não estar na cidade há mais de 20 dias, mas não fomos respondidos.

Mais do SFn