Virada de vida: Morador de Cordeiro, ex-vendedor de verduras já conheceu 7 países e orienta profissionais

Técnico elétrico offshore há mais de 10 anos, Matheus Rangel é exemplo de como o trabalho em plataformas de petróleo pode ampliar horizontes e mudar vidas. Ele também atua orientando profissionais que querem atuar no offshore; são mais de 40 mil seguidores

Do interior do estado do Rio para o mundo. De Cordeiro, na Região Serrana do Rio, o ex-vendedor de verduras Matheus Rangel, de 30 anos, técnico elétrico offshore há mais de 10 anos, é exemplo de como o trabalho em plataformas de petróleo pode ampliar horizontes e mudar vidas. Matheus, que também é reconhecido por atuar como consultor de carreira e em seus perfis nas redes sociais, orienta profissionais que querem atuar no offshore, já embarcou em plataformas de sete países.

Tem Instagram ❓❓ Siga o SF Notícias no Insta > @sfnoticias

“Minha história começou em 2011, quando eu trabalhava em uma cimenteira e um colega pediu demissão para trabalhar embarcado. Em seguida, uma tia que morava em Macaé (RJ) falou sobre cursos que eram necessários para atuar na área. As informações começaram a se cruzar. Moro no interior do Rio de Janeiro, em Cordeiro. Na mesma época, minha mãe escutou no rádio que uma empresa estava abrindo um curso de CBSP (Curso Básico de Segurança em Plataforma) na minha cidade. Sem me avisar, ela me inscreveu no curso. No último dia do curso, fui demitido da cimenteira. Digo que foi a melhor coisa que poderia ter me acontecido. Logo depois, em 11 de setembro, pisei na minha primeira unidade offshore e realizei meu sonho de trabalhar embarcado” – relatou Matheus ao portal Além da Superfície.

continua após a imagem

No primeiro trabalho embarcado foram sete meses e em seguida ele foi para outra empresa onde passou mais de quatro anos. “Neste momento, o mundo abriu as portas para mim. Um garoto de interior que vendia verdura na cidade, foi bolsista de escola de inglês, estudou em escola pública e, em 2013 estava viajando para Ásia para trabalhar em Cingapura, depois África do Sul, Angola, Argentina, Holanda, Emirados Árabes e EUA” – disse Matheus. Para ele, o inglês foi determinante. “No meu primeiro embarque, era o menor cargo da empresa e dentro da embarcação. O diferencial é que eu falava um pouco de inglês. Foi o suficiente para me tirar da posição de ajudante para supervisor do time. E, claro, a educação abriu as portas, mudou minha vida. Estou aqui hoje porque sempre tive vontade de aprender e faço as coisas com sangue no olho, faca no dente” – afirma.

Dicas para quem sonha em trabalhar embarcado
Matheus lista o que considera como cinco características importantes que o profissional deve ter para trabalhar embarcado. “A primeira é saber trabalhar em equipe e com pessoas de culturas e pensamentos diferentes do seu. Você também precisa ser colaborativo, porque vai fazer interface com outros setores. No offshore, é preciso ter a questão de segurança ‘na veia’, ter um senso extremamente elevado de segurança. Também importante é a capacidade de adaptação a novos ambientes. Você hoje trabalha aqui, amanhã pode ser enviado para outro país. E, por fim, ter um mindset focado na busca por aprendizado. O nosso mercado é muito dinâmico, precisamos estar sempre buscando algo novo e aprender com os mais experientes, principalmente” – destaca.

Influencer digital
Em 2013, Matheus abriu sua casa para receber um amigo que sempre pedia orientação para trabalhar embarcado. Ele colocou a TV na varanda e fez uma apresentação para o amigo. “Três meses depois, ele estava empregado. Decidi abrir aquela experiência para outras pessoas, promovendo cursos gratuitos. Em 2018, resolvi compartilhar esse conhecimento na internet. Hoje, são mais de 40 mil seguidores (Instagram, YouTube e LinkedIn). Desde então, foram mais de 150 pessoas que saíram do zero e conseguiram uma oportunidade no offshore. Meu propósito é esse: ser ponte na vida de pessoas que desejam trabalhar no mercado offshore” – frisa. Interessados podem acompanha-lo nas redes sociais:

Instagram: @matheus_rangel
LinkedIn: https://www.linkedin.com/in/omatheusrangel/
YouTube: https://youtube.com/c/IlhadeFerrocanal
Site: www.matheusrangel.net

VEJA MAIS

VEJA MAIS